fbpx Skip to main content

Gatilhos mentais são estímulos que atuam no nosso cérebro, nos incentivando a tomar decisões. Entenda como usar gatilhos poderosos a favor do seu marketing e vendas!

Quem nunca foi influenciado por alguma marca a realizar uma compra, não é mesmo? Isso acontece porque, mesmo sendo seres humanos diferentes, possuímos estímulos, motivações, emoções e desejos semelhantes que, quando ativados, nos levam a realizar uma ação.

Muitas vezes a influência é tão poderosa que tomamos uma decisão automaticamente. Os responsáveis por isso são os gatilhos mentais que são uns dos tópicos que podem fazer parte do marketing de atração ou inbound marketing, já que a ideia é atrair e estimular as pessoas a fazerem uma conversão. 

Os gatilhos mentais não servem para manipular ou hipnotizar o público para convencê-los a fazer uma compra, por exemplo. Mas, sim, para chamar a atenção deles e transformar visitantes em leads ou leads em clientes. 

Você já parou para pensar a quantidade de pessoas que entram no seu site e não concretizam uma ação? Seja ele um site institucional ou um e-commerce?

Pois, bem! Os gatilhos mentais estão aí para serem usados a favor das suas estratégias de marketing e vendas. Ainda não sabe como fazer? Não se preocupe.

Neste post, vamos te ensinar o que é, quando e onde usar, e os 10 melhores exemplos de gatilhos mentais para você usar no marketing digital da sua empresa. Continue a leitura!

O que você vai ler sobre gatilhos mentais:

O que são gatilhos mentais?

Você já notou que diariamente costuma realizar ações no modo automático? Por exemplo, quando todos os dias, ao acordar, costuma escovar os dentes. Observe que essa e outras ações rotineiras já estão no nosso cérebro mesmo que de forma inconsciente.

Ou seja, ao acordar, você não fica pensando sobre tomar essa decisão, você já sabe o que vai fazer assim que acordar. Em outras palavras, mesmo antes de você decidir conscientemente, seu inconsciente já sabe o que você vai fazer.

O nosso cérebro faz escolhas a todo momento, desde a hora que acordamos até quando vamos dormir. Para evitar um esgotamento mental, ele automatiza algumas ações como no exemplo já citado, e se dedica às escolhas mais complexas.

Isso acontece, porque temos uma certa quantidade de energia e, para poupar você de ter uma exaustão de decisões, o seu cérebro faz as próprias escolhas antes de chegar à sua mente consciente.

O cérebro funciona dessa forma para economizar tempo e energia e é no seu inconsciente que estão os pensamentos, sentimentos e emoções que fazem você agir no piloto automático com base nas suas experiências. 

Essas decisões que fazemos sem nem perceber são os gatilhos mentais. Mas que fique claro que isso não é uma invenção do marketing, pois os gatilhos mentais são recursos da própria natureza humana. 

Por isso que no início do artigo falamos que mesmo sendo seres humanos diferentes e vivendo experiências individuais, temos gatilhos mentais em comuns. Afinal, eles também estão ligados às necessidades básicas do ser humano.

Você deve estar se perguntando de que forma isso se relaciona com o marketing digital e as vendas, não é mesmo? É o que vamos te ensinar no próximo tópico.

Como os gatilhos mentais atuam no marketing digital e nas vendas?

Os gatilhos mentais no marketing digital são estímulos que levam as pessoas a fazerem uma escolha ou tomarem uma decisão, que estão normalmente relacionadas às vendas.

Dessa forma, as empresas precisam entender o comportamento das pessoas e o que as levam a comprar algo, para criar gatilhos mentais de vendas mais assertivos durante toda a jornada de compra do cliente.

O neuromarketing pode ajudar com isso, já que através dele é possível compreender qual a influência neurológica que determinadas ações de marketing têm no comportamento do consumidor.

Com base na ciência, então, entende-se que o marketing e vendas utilizam gatilhos mentais como técnica de persuasão, que pode ser despertada com alguns mecanismos específicos.

Digamos que você esteja pensando em fazer um determinado curso e, ao acessar o seu Instagram, se depare com uma oferta exclusiva de 50% de desconto para os primeiros 20 alunos. Parece ser a oportunidade perfeita, não é mesmo?

É exatamente assim que os gatilhos mentais funcionam. Eles trabalham com a persuasão naquilo que você já tem em mente, mas que ainda não tomou a decisão.

Apesar de serem recursos excepcionais para o marketing e vendas, os gatilhos devem ser usados adequadamente. Use-os com ética e responsabilidade. Isso quer dizer que você não deve enganar o público. Utilize os estímulos apenas se a sua abordagem for verdadeira.

A ideia dos gatilhos mentais é proporcionar uma experiência positiva para aproximar o público com a marca e conseguir fechar vendas.

Uma estratégia ótima que pode estar aliada aos gatilhos mentais é o marketing emocional que, como o próprio nome sugere, trabalha com a emoção e busca persuadir e motivar os consumidores a tomarem decisões através dos estímulos de emoções.

Se você não sabe muito bem como pode operar com essas duas estratégias, contratar uma agência de marketing digital para te ajudar é uma excelente opção.

5 exemplos de gatilhos mentais

Agora que você já sabe o que são os gatilhos mentais e como eles funcionam no marketing digital e nas vendas, chegou o momento de conhecer os principais gatilhos que podem ser utilizados para inspirar e convencer o seu público a realizar ações que se espera que ele tome.

Veja a seguir exemplos de gatilhos mentais para sua estratégia de marketing e vendas:

1. Gatilho mental de escassez

Os consumidores costumam dar mais valor ao produto ou serviço quando se deparam com uma oferta limitada e, muitas vezes por medo de ficarem sem o item desejado, acabam tomando decisões imediatas. 

Os gatilhos mentais de escassez servem exatamente para estimular esse sentimento de perda nas pessoas. Ou seja, para despertar nelas aquela sensação de que, se elas não aproveitarem aquela oportunidade única e vantajosa, irão se arrepender posteriormente.

Quanto mais raro, exclusivo e difícil de conseguir for o seu serviço ou produto, mais valioso ele será para o público. Dessa forma, as pessoas tendem a tomar decisões mais rápido com receio de se frustrar por perder a chance.

Alguns exemplos de gatilhos de escassez são: “restam poucas vagas”, “últimas unidades”, “restam poucos itens no estoque”, “temos apenas 5 vagas para o curso X”, “apenas 3 quartos disponíveis” e muitos outros.

2. Gatilho mental de urgência

Muitas pessoas podem acabar confundindo o gatilho de urgência com o de escassez por ele também despertar a sensação de: “não posso perder essa oportunidade”.

No entanto, a urgência está relacionada ao tempo que o consumidor tem para tomar uma decisão. Um exemplo disso são aqueles cronômetros que aparecem em algumas páginas indicando o prazo que as pessoas têm para aproveitar o que está sendo ofertado. 

Além do cronômetro, frases como “desconto de 30% por 24h”, “é só até amanhã” e outras nesse mesmo sentido, são muito utilizadas no gatilho de urgência.

Esses estímulos também fazem com que as pessoas tomem decisões imediatas, para não perderem o prazo da promoção.

3. Gatilho mental de exclusividade

Como o próprio nome já sugere, o gatilho de exclusividade serve para fazer com que as pessoas se sintam especiais quando algo exclusivo é oferecido a elas.

Um exemplo disso é quando as pessoas que assinaram a sua newsletter recebem em primeira mão novidades sobre um novo conteúdo ou até mesmo um desconto especial só para quem faz parte dessa lista de leads.

Ou quando um banco oferece condições especiais de viagens para quem possui um determinado cartão de crédito.

Esses estímulos e incentivos fazem com que as pessoas se sintam beneficiadas e parte de um grupo exclusivo.

4. Gatilho mental da prova social

O gatilho mental da prova social nos mostra que tomamos certas decisões a partir da opinião de outras pessoas.

Isso é muito evidente quando vamos fazer, por exemplo, uma compra online e, antes de concluir a compra, buscamos analisar o que outras pessoas estão falando sobre aquele produto e qual o nível de avaliações positivas sobre ele.

Por isso, é muito importante você abrir espaços para depoimentos de clientes e casos de sucesso em seu site. Ao ver que outros usuários tiveram sucesso ao adquirir um dos seus produtos ou serviços, as pessoas tendem a confiar mais na sua marca.

Vamos ao um exemplo prático: 

Suponhamos que esteja fazendo uma campanha no Facebook Ads para promover a sua página de serviços de criação de sites WordPress.

Na descrição do seu anúncio, você pode colocar algo do tipo: “conheça o serviço que ajudou mais de 20 empresas a alcançar mais clientes com o desenvolvimento de sites profissionais”.

5. Gatilho mental de curiosidade

Gatilhos mentais de curiosidade despertam o interesse do público em saber mais sobre o que você faz. 

Ou seja, eles aguçam a curiosidade das pessoas em buscar mais informações sobre os seus produtos ou serviços, assinarem a sua newsletter e abrirem os seus e-mails.

Esses gatilhos mentais podem ser explorados através de botões de call to actions ou CTA, que te incentivam a realizar uma ação. Títulos e descrições de blog post bem construídos também despertam o interesse do público em clicar na página e ler o conteúdo.

Os gatilhos de curiosidade podem, ainda, serem explorados em trailers de filmes que instigam as pessoas a irem ao cinema ou assistirem na Netflix, por exemplo, o filme completo.

Comece a usar os gatilhos mentais a seu favor!

Se você ainda não utiliza gatilhos mentais, pode estar perdendo grandes oportunidades de aumentar as suas vendas e a sua taxa de conversão.

Porém, muito mais do que criar excelentes gatilhos mentais, é preciso entregar valor para o seu público. Afinal de contas, a intenção dos gatilhos é oferecer uma boa experiência e não apenas manipular as pessoas para comprarem os seus produtos ou serviços.

O ponto principal é entender que independentemente do estágio do funil de vendas que as pessoas estejam, é preciso oferecer conteúdos e fazer abordagens valiosas para atrair e convencer o público a tomar uma decisão.

Se você ainda não sabe como fazer boas abordagens utilizando os gatilhos mentais, fale conosco!

Somos uma agência de inbound marketing especialista em atrair clientes e gerar leads de forma assertiva, para que a sua empresa tenha os melhores resultados.

Curtiu o post? Aproveite e compartilhe!

Dúvidas Frequentes

O que são gatilhos mentais?

Os gatilhos mentais são recursos da própria natureza humana e estão ligados à cultura, às relações sociais e às necessidades básicas do ser humano.

O que são gatilhos mentais no marketing digital?

Os gatilhos mentais no marketing digital são estímulos que levam as pessoas a fazerem uma escolha ou tomarem uma decisão, que estão normalmente relacionadas às vendas.

Quais são os gatilhos mentais mais usados?

Existem diversos tipos de gatilhos mentais e entre eles os mais usados são: escassez, urgência, curiosidade, prova social e exclusividade.

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder