Skip to main content

Comece 2023 com um bom planejamento de marketing digital para atrair clientes e vender mais! Veja nossas dicas para fazer o seu e ter um ano de sucesso.

Estamos naquele momento do ano de analisar o que aconteceu e o que nós queremos que aconteça no próximo ano, porque, sim, o ano novo está entre nós e nada melhor do que um planejamento de marketing digital para começar 2023 com tudo.

Chegamos ao fim de 2022 com um percentual de 90% de lares brasileiros conectados à internet. Isso representa mais de 65 milhões de domicílios que oferecem cobertura para que seus moradores acessem as redes sociais para interagirem com outras pessoas e o Google para fazerem pesquisas e, claro, compras.

O volume de produtos e serviços que os brasileiros adquirem on-line nunca foi tão grande e se supera ano após ano. Segundo pesquisa realizada, 64% dos entrevistados preferem fazer compras pela internet devido a fatores como praticidade e preços atrativos.

Esses dados indicam uma forte tendência de que os brasileiros passarão cada vez mais tempo on-line e dispostos a fecharem boas compras em 2023.

Por isso, as empresas têm investido cada vez mais em um planejamento de marketing digital para encontrarem e se apresentarem para esse público tão grande e para alcançarem suas metas e se destacarem da concorrência.

Para ajudar você e o seu negócio nessa missão, reunimos dicas e tendências para o seu planejamento de marketing digital, além de te trazer mais dados de pesquisas sobre os hábitos e o comportamento dos brasileiros na web que vão te ajudar a refinar suas estratégias.

O que você vai ler sobre Planejamento de Marketing Digital para 2023:

O que considerar para o seu planejamento

Antes de mergulhar fundo no planejamento, existem 6 pontos essenciais que devem ser considerados para garantir que você tenha uma visão clara e objetiva de como estruturar o seu planejamento.

1. Avaliação do ano que se foi

Antes de pensar no que virá, tire um tempo para pensar no que foi feito ao longo do último ano. Se as metas definidas foram alcançadas, se houve erros e como eles poderiam ter sido evitados, as melhorias que foram implementadas e se houve crescimento nos resultados de modo geral.

Campanhas de marketing, sejam as de tráfego pago ou orgânico, devem ser sempre avaliadas e metrificadas. Por isso, ao pensar no planejamento para o ano novo, esses resultados devem estar na ponta da língua.

Afinal, é a partir deles que você poderá identificar as falhas e entender se as soluções que foram pensadas para saná-las foram eficazes.

2. Metas da empresa

O que você deseja alcançar com a sua empresa no ano que começa? Em que posição você a imagina ao final de mais um ano?

Você pode traçar metas específicas para cada departamento da sua empresa, mas é preciso que elas estejam conectadas com os objetivos principais da empresa como um todo.

Através dessa definição, fica mais fácil para cada profissional entender a importância de seu papel dentro desses objetivos e os benefícios que o esforço em conjunto gerará para equipe e empresa.

3. Missão, visão e valores da empresa

Missão, visão e valores são elementos muitas vezes deixados de lado por empresários e empresárias, mas a verdade é que eles vão muito além de frases bonitas para estampar o site institucional ou o escritório de um negócio.

Esses elementos ajudam a definir o propósito de existência da empresa, o que, por sua vez, ajuda na definição de metas e na tomada de decisões assertivas e compatíveis com a realidade dela.

Ter missão, visão e valores bem definidos também ajuda colaboradores da empresa a serem mais engajados e comprometidos com ela, gerando um senso maior de pertencimento e orgulho de fazer parte do time.

Se já faz um tempo que sua empresa não reavalia esses elementos, talvez agora seja um bom momento para dar atenção a eles e revisá-los, considerando a maturidade da sua empresa no momento atual.

4. Orçamento e Retorno Sobre Investimento

A avaliação de como foi o ano em termos de resultados e metas alcançadas necessariamente precisa envolver o valor que foi investido e o retorno sobre esse investimento.

Com isso, você também conseguirá identificar quais os pontos que fizeram o investimento valer a pena e também aqueles que deveriam ter recebido mais recursos para trazer resultados melhores.

Então, pergunte-se e responda: como está a saúde financeira da sua empresa hoje? Existem áreas em que o investimento pode ser melhor alocado a fim de trazer melhores resultados ao longo do ano novo que se inicia?

5. Análise de público-alvo

Você com certeza já possui o público-alvo e a persona da sua empresa definidos (e, se não possui, clique no link anterior e veja como fazer). Afinal, é a partir desse conhecimento que o restante das estratégias são planejadas.

Vale lembrar, porém, que os comportamentos e interesses dos consumidores estão em constante transformação. Isso significa que aquele primeiro público que sua empresa focava no início pode não ser o mesmo que o atual.

Por isso, aproveite este momento para procurar seus clientes atuais e conversar com eles. Você pode fazer isso por meio de entrevistas, pesquisas (como a NPS) ou por meio de postagens nas redes sociais.

Essas informações não somente ajudarão a atualizar sua persona, como também ajudarão a identificar o perfil de cliente ideal do seu negócio e a formar estratégias mais eficazes para 2023.

6. Análise da concorrência

Se a sua empresa percebeu que o meio digital é excelente para vender mais e alcançar mais clientes potenciais (ou leads), saiba que a concorrência também não deixou de reparar e também está presente por aqui.

Para uma empresa se manter relevante no mercado, é preciso se diferenciar da concorrência. E você só conseguirá isso se, primeiro, entender quem são e como atuam seus concorrentes.

Ao identificar o que as empresas concorrentes fazem bem e mal, você conseguirá enxergar oportunidades e pontos que podem ser explorados pelo seu negócio. Por isso, tenha essas informações em mãos para facilitar a definição das estratégias para o ano novo.

Como fazer o planejamento de Marketing Digital?

Após reunir todas as informações citadas acima e quaisquer outras que achar relevantes para o seu negócio, você já pode começar a criar o seu planejamento de marketing digital para 2023.

Vale lembrar que não existe somente um jeito de fazer esse planejamento, já que cada negócio possui suas próprias particularidades. No entanto, existem algumas diretrizes comuns que você pode seguir. Veja 6 delas abaixo:

1. Faça uma análise SWOT

A análise SWOT (sigla em inglês para Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats) é também chamada em português de análise FOFA, que é a sigla para os quatro fatores que são avaliados na hora de fazer um planejamento estratégico: forças, oportunidades, fraquezas e ameaças.

Forças e fraquezas são avaliações que devem ser feitas considerando o ambiente interno da empresa. Para isso, cada departamento deve mostrar sua visão dos pontos positivos e negativos percebidos dentro da equipe e da empresa como um todo.

As oportunidades e ameaças dizem respeito ao ambiente externo. Aqui, avalia-se quais oportunidades de negócio podem ser exploradas pela empresa e quais as dificuldades que ela terá, considerando fatores que não estão sob seu controle como, por exemplo, a concorrência.

Com isso, a análise SWOT se torna importante para esclarecer a situação geral e atual da empresa, favorecendo o desenvolvimento de estratégias.

2. Entenda seu público-alvo e persona

Após atualizar o seu público-alvo e a persona da empresa, é importante identificar onde eles estão, quais as redes sociais que utilizam e qual o tipo de conteúdo que mais consomem.

Quando falamos de público-alvo, é importante ter em mente que, antes de executar qualquer estratégia, é necessário compreender como e onde interagir com ele.

Para a persona, o mesmo se aplica, com a diferença de que ela é a representação das características principais identificadas a partir do seu cliente ideal. Isso significa que ela é feita de dados mais específicos como gênero, idade, localização, necessidades etc.

3. Estabeleça os objetivos do ano

Aprenda tudo o que tiver que aprender com o ano que passou e use esse conhecimento como inspiração para pensar nos objetivos de marketing digital para o ano novo.

Você pode traçar objetivos gerais que envolvam toda a empresa e também objetivos mais específicos para cada departamento. Aqui na Tupiniquim, por exemplo, temos os objetivos que indicam o que a agência quer alcançar ao final de 2023 e as metas particulares de cada equipe que ajudarão a realizar os objetivos da empresa.

Outro ponto importante aqui é ser otimista com relação aos objetivos, mas, ao mesmo tempo, realista. Metas podem ser desafiadoras, mas precisam ser alcançáveis para que a equipe se mantenha produtiva e motivada.

4. Escolha estratégias e canais

O marketing digital possui várias estratégias que você pode explorar. Para escolhê-las bem, é preciso buscar as opções que mais se adequem aos objetivos do seu negócio. E isso varia de empresa para empresa.

Branding, inbound marketing, técnicas de SEO, investimento em tráfego pago, outbound marketing, entre outras estratégias, são excelentes para qualquer tipo de negócio. Mas é importante que se entenda bem cada uma delas para destinar o investimento adequado.

Quando falamos de marketing de conteúdo, por exemplo, também se deve considerar os canais que fazem sentido para sua estratégia. Se optar por produzir conteúdo para as redes sociais, descubra em quais delas a sua persona está ativa antes de começar as publicações. Um bom plano de mídias sociais te ajudará nessa missão!

5. Defina métricas e KPIs

Qualquer plano e estratégia necessariamente precisam de definição de métricas e KPIs (indicadores-chave de performance) para que se acompanhe continuamente os resultados das campanhas e outras ações voltadas para publicidade e marketing.

Existem várias métricas do marketing digital que você pode acompanhar como o ROAS (retorno sobre o investimento em publicidade), CAC (custo de aquisição por cliente), CPL (custo por lead), CTR (click through rate), taxa de conversão, entre outras.

A escolha das métricas e dos KPIs vai depender dos resultados que mais fazem sentido acompanhar, levando em conta as especificidades do seu produto ou serviço.

Lembrando que somente as métricas que possuem um impacto real no seu negócio é que devem ser definidas como seus indicadores-chave de performance.

6. Defina o orçamento

Por fim, baseado no que você possui em caixa, faça uma projeção do quanto deseja investir em suas campanhas de marketing digital ao longo de 2023, considerando custos com campanhas de mídia paga, contratação de pessoal e outras ações.

Obviamente, esse orçamento será uma projeção, o que significa que não será o valor exato que será gasto durante o ano. É preciso levar em conta os imprevistos e as possíveis mudanças nas estratégias na hora de definir quanto você deve investir em marketing digital.

O planejamento é importante para nortear seus próximos passos e se antecipar a certas situações, mas dificilmente será seguido à risca até o final do ano. Por isso, mantenha uma atitude positiva e remaneje seus planos e recursos sempre que considerar necessário.

5 Tendências de Marketing Digital para 2023

Nós não podemos afirmar o que o futuro nos reserva, não é mesmo? Mas sempre podemos fazer previsões baseadas no momento atual, em hábitos e comportamentos da sociedade, nas inovações tecnológicas etc. Olhando para o presente, conseguimos fazer uma projeção e brincar de adivinhar como será o futuro com mais segurança.

Quando pensamos em marketing digital, produtos, serviços e consumidores, podemos e devemos acompanhar as tendências para nos mantermos sempre atualizados e em sintonia com o mundo de hoje e, assim, conseguir fazer apostas para o futuro.

Para ajudar você a se preparar, pesquisamos 5 tendências que poderão ser observadas em 2023 no marketing digital:

1. Diversidade

O mundo sempre foi um lugar diverso em termos de grupos populacionais, culturais etc.. Felizmente, o tema diversidade tem ganhado cada vez mais relevância e nos ajudado a ampliar nossa visão em relação ao próximo e a nós mesmos.

Dados de uma pesquisa revelaram que 76% dos brasileiros acreditam que é papel das marcas abordar a diversidade em sua comunicação e que 52% se sentem ofendidos com a falta de representatividade em campanhas publicitárias.

Para inserir uma empresa nesse cenário, é preciso entender o que significa a diversidade e o que ela representa dentro do mercado em que sua empresa atua.

Então, exercite a curiosidade sobre as diferentes origens e vivências das pessoas. Leia artigos e estudos sobre o assunto e busque interação e contato com clientes potenciais de diferentes contextos para, assim, aumentar a identificação das pessoas com o seu negócio.

2. Sustentabilidade

O lar de todos nós, também conhecido como planeta Terra, tem sofrido com as nossas ações (e também com a falta delas). Atualmente, o tema sustentabilidade deixou de ser exclusividade de ativistas e grupos ligados a causas ambientais.

Prova disso é que, segundo pesquisa, 87% dos entrevistados no Brasil preferem comprar de empresas sustentáveis e 70% deles não se importam de pagar mais caro para consumir de marcas que adotam práticas sustentáveis desde a produção até a entrega de produtos e serviços em suas casas.

Empresas sustentáveis se preocupam em buscar alternativas para seus produtos e serviços, de forma que eles não agridam a natureza. Isso inclui a utilização de métodos de produção e fabricação que sejam eco-friendly.

Atualmente, essas posturas são vistas não somente como um diferencial, mas como um dever das empresas, que, além de tudo, geram consciência ambiental e impacto positivo na sociedade.

Grandes empresas como Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais), Natura, Banco do Brasil, entre outras, já são destaques em sustentabilidade. Em 2023, mais do que nunca, devemos buscar seguir esses exemplos (e não apenas com fins comerciais).

3. Privacidade

O meio digital é incrível, mas, ao mesmo tempo, é cada vez mais motivo de ansiedade e preocupação para usuários, usuárias e governos que temem a falta de proteção de dados e privacidade de seus cidadãos para fins comerciais na web.

E conforme as pessoas vão tendo mais consciência dessa situação, maiores são as exigências para que a internet seja um ambiente seguro para elas. Pesquisa realizada pela Cisco mostrou que 47% dos entrevistados no Brasil já trocaram de fornecedor ou marca em razão de preocupações com seus dados pessoais (a média mundial ficou em 37%).

É por isso que precisamos buscar formas de coletar dados de forma sensata e respeitando as normas e leis (como a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais).

Isso é especialmente importante quando pensamos em mudanças que começam a operar em 2023 como, por exemplo, a nova versão do Google Analytics.

A versão 4 do software que analisa o comportamento de usuários em sites e páginas conta com recursos que visam proteger a privacidade das pessoas e representará um desafio a mais para personalizar campanhas de tráfego pago.

Em 2023, invista em proteção de dados, reavalie métodos para abordagem de clientes e seja transparente com as pessoas na hora de coletar dados pessoais, além de contar com profissionais éticos de gestão de tráfego.

4. Produção de Conteúdo

Se você deseja que sua empresa se mantenha sempre relevante para o seu público, é preciso explorar estratégias de marketing de conteúdo e SEO, além de dedicar esforços ao desenvolvimento da sua Brand Awareness (consciência de marca).

Isso porque as pessoas não querem mais ver as marcas apenas como empresas que vendem produtos ou serviços, mas também como fontes de conteúdo relevante.

Aproveite o ano novo para buscar se aproximar mais do seu público, entendendo-o melhor e se esforçando para oferecer grandes experiências através do seu conhecimento e experiência de mercado.

Em termos de conteúdo, formatos que se popularizaram entre as pessoas nos últimos anos continuarão sendo boas pedidas para interagir com o público-alvo.

Entre os exemplos de formatos de conteúdo que são tendências estão as newsletters (textos úteis e relevantes enviados para os e-mails da base de contatos) e os podcasts, que servem de companhia para mais de 30 milhões de brasileiros durante suas atividades cotidianas.

A duração do conteúdo também merece atenção, especialmente quando o foco é impactar a geração Z, que é grande responsável pela continuidade do sucesso de redes sociais que priorizam conteúdos de curta duração como o YouTube Shorts, Reels do Instagram e o TikTok.

5. Foco na experiência dos clientes

Já faz algum tempo que o mercado percebeu que priorizar o oferecimento de uma boa experiência a quem já é cliente de uma empresa e, assim, fortalecer o branding é tão ou mais importante quanto convencer outras pessoas a comprarem dela.

As percepções dos clientes ao longo da jornada de compra, durante o contato com a marca e no pós-venda afetam fortemente a reputação dos produtos e serviços de um negócio. É por isso que mais de 60% das empresas consultadas por uma pesquisa se dizem preocupadas com a experiência do cliente.

Esse conceito de cuidar bem de quem já está consumindo do seu negócio para que volte sempre é a base de estratégias como, por exemplo, a do Flywheel Marketing.

Essa tática objetiva que empresas tenham um fluxo contínuo de pedidos e receitas a partir do impulso de quem já é cliente e pode não só continuar sendo cliente como também indicar seu negócio a novos clientes em potencial, graças ao encantamento gerado durante a experiência com a sua marca.

Assim, quando o foco está em construir uma cultura positiva de atendimento e de prestação de serviço eficiente (como oferecer um site próprio e que carregue rapidamente), o marketing de um negócio gira por si só e impulsiona os resultados alcançados com a ajuda da lealdade e fidelidade de quem já é cliente.

Faça 2023 ser o seu ano!

É impossível apontar com 100% de precisão como será o futuro do mercado do marketing digital (que está em constante evolução), porém, para criar um planejamento sólido em curto prazo, é importante saber aonde você quer chegar em longo prazo.

Neste artigo, você aprendeu os pontos que devem ser levados em consideração na hora de elaborar um planejamento de marketing digital e as principais tendências que podem ditar o comportamento das pessoas na internet (e fora dela também).

Que tal contar com uma consultoria especializada para dar mais visibilidade para o seu negócio em 2023? Os profissionais da Agência Tupiniquim podem te oferecer valiosos insights e projeções e criar estratégias que vão fazer o nome da sua empresa chegar a mais clientes potenciais.

Fale com a Tupiniquim e conheça os serviços de marketing digital que vão dar mais visibilidade ao seu negócio no presente e no futuro.

Se gostou do conteúdo, compartilhe! Feliz 2023!

Dúvidas Frequentes

O que considerar para o seu planejamento de marketing digital?

Procure considerar os seguintes pontos antes de começar a criar o seu planejamento: análise do ano que se foi, as metas da empresa, missão, visão e valores, retorno sobre investimento, análise da concorrência e do público-alvo da empresa.

Como fazer o planejamento de Marketing Digital?

1. Faça uma análise SWOT
2. Entenda seu público-alvo e persona
3. Estabeleça os objetivos do ano
4. Escolha estratégias e canais
5. Defina métricas e KPIs
6. Defina o orçamento

Quais são as tendências de marketing digital para 2023?

  1. Diversidade
  2. Sustentabilidade
  3. Privacidade
  4. Produção de conteúdo
  5. Foco na experiência dos clientes

Web Stories:

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder
4 itens para incluir na bio do Instagram 2 cursos de Facebook Ads específicos para sua área 4 cursos de Facebook Ads para você investir 4 cursos gratuitos de Facebook Ads 3 projetos de Branding desenvolvidos pela Tupiniquim 4 desafios de um projeto de Branding 4 benefícios de um projeto de Branding 3 campanhas de sucesso feitas pela Tupiniquim 4 dicas para escolher o tipo de campanha 4 tipos de campanha no Google Ads 4 benefícios da estratégia de Tráfego Pago 4 plataformas de Tráfego Pago para você conhecer 4 motivos para investir em Tráfego Pago 4 dicas para melhorar o CTR dos seus anúncios (Copia) 4 Vantagens da Análise SWOT 4 Fatores da Análise SWOT 3 exemplos de Marketing emocional 4 Dicas para fazer Marketing emocional 4 Emoções poderosas no Marketing emocional 3 curiosidades sobre o omnichannel