fbpx Skip to main content

Utilizar as técnicas de SEO é fundamental para quem quer gerar tráfego orgânico em seu site. Conheça as métricas principais para garantir que esse objetivo seja cumprido neste post.

Apesar de ser um ambiente vasto e que proporciona grandes oportunidades para empresas de variados tamanhos e nichos de mercado, a internet também é um local bastante concorrido.

Conseguir se destacar em grandes buscadores como o Google, que recebe mais de 8,5 bilhões de visitas por dia, apesar de não ser uma tarefa fácil, ainda é extremamente possível através de uma criação de site profissional e também das famosas técnicas de SEO.

Essas técnicas, se bem utilizadas, têm o potencial de colocar seu site nas primeiras posições dos buscadores. Além de credibilidade para o seu negócio, estar na página um do Google, por exemplo, é determinante para gerar tráfego orgânico.

Aqui no blog de marketing digital da Tupiniquim, já falamos mais amplamente sobre o que é SEO e estratégias para otimização de sites, além de diversos outros conteúdos voltados para expandir seus conhecimentos em Search Engine Optimization.

Mas chegou o momento de falarmos de outro ponto extremamente importante de SEO: as principais métricas e KPIs que você deve acompanhar. Quer saber quais monitorar e por quê? Continue a leitura para conhecer!

O que você vai ler sobre as principais KPIs de SEO:

Métricas e KPIs: O que são e quais as diferenças?

Quando falamos em métricas e KPIs, é muito comum as pessoas ficarem confusas. Afinal, existe diferença entre esses dois termos? Para entender isso melhor, vamos explicá-los separadamente.

O que são métricas?

As métricas são dados que mostram resultados de determinadas ações de marketing digital, como número de vendas, cliques em campanhas, performance de conteúdo, quantidade de leads gerados, total de visitantes no site, tempo de permanência na página, entre outras.

Com ferramentas específicas para monitorar essas métricas, tais como o Google Analytics, é possível acompanhar exatamente que tipos de retornos você está tendo com as suas campanhas de marketing digital, e, a partir disso, traçar novas estratégias, determinar planejamentos e ações de melhoria que visem otimizar os seus resultados.

O que são KPIs?

KPI é a sigla para o termo em inglês Key-Performance Indicator, também conhecido em português como Indicador-Chave de Performance ou Indicador-Chave de Desempenho.

KPIs nada mais são do que métricas, mas com a diferença de que são aquelas que trazem impactos significativos para um determinado negócio. Isso significa que, mesmo que todos os indicadores-chave sejam métricas, nem todas as métricas são KPIs.

Como assim? Ao acompanhar métricas diariamente, você perceberá que nem todas mostram os resultados que impactam diretamente no que você busca alcançar com seus objetivos de marketing digital.

Então, todas as métricas que são de fato relevantes para o alcance dos seus objetivos e para o sucesso das suas estratégias de marketing digital podem e devem ser definidas como KPIs. Note que isso significa que diferentes negócios terão diferentes objetivos e, por consequência, as KPIs não serão as mesmas para todos.

O mesmo se aplica para as KPIs de SEO. Ainda que as estratégias sejam semelhantes, é muito improvável que você encontre profissionais especialistas em otimização para os mecanismos de busca que monitorem os mesmos indicadores-chave de performance. Afinal, os objetivos de cada empresa variam.

Como definir os KPIs de SEO da sua empresa?

Se os KPIs estão diretamente conectados aos objetivos de uma empresa, um dos primeiros passos a serem tomados para as suas definições está justamente no estabelecimento desses objetivos.

Por isso, dedique-se a entender quais os objetivos do seu negócio e que resultados você gostaria de atingir com as estratégias de SEO. Se, por exemplo, você deseja aumentar o tráfego no site, seus KPIs serão todas as métricas que revelam o quanto você está perto de alcançar isso, como o número de visitantes e o CTR (taxa de cliques) orgânico.

Para definir seus KPIs de SEO, também é importante:

  • Separá-los das métricas de vaidade ou de outras que não influenciam no alcance dos objetivos da empresa em SEO. Isso não significa que esses resultados não devam ser monitorados, mas apenas que não devem ganhar o mesmo nível de relevância que os seus KPIs;
  • Siga a fórmula do objetivo SMART, ou seja, relacione seus KPIs de SEO a metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais. Exemplo: aumentar o tráfego orgânico do site em 30% em um período de 3 meses;
  • Deixe seus KPIs de SEO claros para as equipes responsáveis, pois dessa forma todas as pessoas envolvidas poderão trabalhar em prol de realizar os objetivos estabelecidos;
  • Garanta como os seus KPIs serão monitorados, por quem e em qual periodicidade. Os relatórios de SEO serão essenciais para entender os resultados obtidos ao longo do tempo e ajudar na estruturação de novas estratégias.

Vale lembrar que nada é permanente quando falamos de objetivos. É importante reavaliar seus KPIs sempre que necessário. Conforme a empresa cresce e novos desafios surgem, os objetivos podem mudar também. Por isso, tenha a mente aberta para estabelecer novos KPIs para acompanhar essas mudanças.

10 Principais KPIs de SEO para acompanhar

Agora que já passamos pelos conceitos básicos de KPIs e como defini-los, vamos dar uma olhada em 10 deles que podem ser interessantes para você acompanhar, dependendo dos seus próprios desafios e objetivos de SEO.

1. Usuários orgânicos

Os usuários orgânicos são aqueles que chegam ao seu site de forma natural, ou seja, pessoas que não foram impactadas por anúncios via Google Ads, Bing Ads ou demais plataformas de links patrocinados.

Se os usuários estão chegando organicamente ao seu site, isso significa que você está conseguindo posicioná-lo nas primeiras páginas e em posições de destaque dos buscadores. Portanto, as estratégias de otimização estão sendo efetivas.

Para analisar essa métrica, faça comparativos analisando os resultados dentro de um período específico de tempo. Também é válido olhar para o total de usuários que estão retornando ao site, já que isso será um indicativo importante da qualidade e relevância do conteúdo que você produz.

2. Sessão

A sessão é um agrupamento de diversas interações que um usuário faz em um site em um período específico de tempo. Isso significa que, mesmo que ele acesse diferentes páginas, clique em botões ou outros eventos, tudo isso é contabilizado como uma única sessão.

Pelo Google Analytics, por exemplo, cada sessão dura 30 minutos. Caso o usuário deixe de interagir com a página depois desse tempo e resolva retomar a atividade, ou saia da página e retorne após esse período, uma nova sessão será iniciada.

Para facilitar, pode-se entender as sessões como o mesmo que visitas ao site. Para SEO, acaba sendo uma informação valiosa, já que diz respeito ao total de tráfego que você está conseguindo gerar a partir das ações de otimização e conteúdo.

3. Duração média da sessão

A duração de cada sessão indica o tempo, em média, que as pessoas permanecem interagindo em sua página. Sendo assim, quanto mais motivos você oferecer para elas permanecerem ali, maior será a duração média da sessão.

Blogs, por exemplo, podem não favorecer uma alta duração média da sessão. Isso porque, considerando que os usuários estejam buscando solucionar uma dúvida específica, uma página com um artigo completo já poderá ser suficiente para que a pessoa encontre todas as respostas que precisa, saindo assim que finalizar a leitura.

Mesmo assim, em casos de baixa duração média da sessão, é importante avaliar o que pode ser melhorado em seu site para que os usuários se sintam motivados a permanecerem por mais tempo nele.

4. Taxa de rejeição

A taxa de rejeição é uma métrica que, pelo nome, já nos induz a pensar em algo muito ruim. Mas nem sempre esse é o caso. Essa métrica mostra a porcentagem de visualizações únicas de página em seu site, ou seja, pessoas que entram e saem pela mesma página, sem acessar as demais.

Para um site de e-commerce, por exemplo, uma taxa de rejeição elevada pode ser muito prejudicial. Mas novamente, para artigos de blog, uma taxa alta faz parte do processo. Isso não quer dizer que você não deve fazer nada para melhorar esse resultado.

É importante entender quais ações você deseja que as pessoas realizem em seu site após acessarem um determinado conteúdo. Se o objetivo é que elas explorem outras páginas, então considere a taxa de rejeição como uma métrica importante para ser monitorada e melhorada.

5. Tempo de Permanência na Página

Essa é uma métrica muito importante para entender como está a otimização da sua página, velocidade de carregamento, qualidade de conteúdo etc., já que diz respeito ao tempo médio que um usuário permanece em uma determinada página do seu site.

O tempo de permanência na página também pode sinalizar para o Google o quanto sua página é relevante. Afinal, quanto mais tempo os usuários ficam por lá, mais o buscador entende que o conteúdo oferecido é de qualidade. E isso, como você deve imaginar, impacta no ranqueamento do site.

Vale ressaltar que a experiência do usuário também favorece o aumento do tempo de permanência na página. Usuários que não conseguem interagir adequadamente com a página podem desistir rapidamente de acessá-la.

6. Autoridade do domínio

A autoridade de domínio, também conhecida pela sigla DA (do inglês Domain Authority), é uma métrica com pontuação em uma escala de 1 a 100 que serve para classificar um determinado site de acordo com a sua relevância nas páginas de pesquisa (SERPs).

Em outras palavras, um site com boa autoridade de domínio é considerado de qualidade, tanto em conteúdo quanto na experiência oferecida como um todo, já que um dos fatores que eleva essa métrica é justamente o quanto o site é referenciado por outros sites.

Isso significa que quanto mais o seu site é citado por outros, mais autoridade e confiança ele passa. Afinal, ninguém recomenda coisas ruins, certo? E buscadores, como o Google, entendem isso como um claro sinal de que seu site merece ser bem posicionado nas SERPs.

7. Número de palavras indexadas

O trabalho de SEO é também muito conhecido pela pesquisa de palavras-chave, em que se avalia volume de busca, CPC (custo por clique), nível de dificuldade de ranqueamento, entre outros elementos.

O objetivo é entender o que os usuários estão buscando dentro de um tema específico e, então, criar conteúdo que englobe isso. Mas, para que o conteúdo seja encontrado, é necessário fazer uma boa utilização das palavras-chave ao longo do texto.

Avaliar o número de palavras-chave indexadas, com certeza, é uma forma de saber se esse trabalho está sendo bem realizado. Por isso, considere essa uma métrica essencial para entender a boa aplicação das técnicas de SEO em seu site.

Acompanhe o ranking de palavras-chave para verificar quantas estão se posicionando no Google e a posição média delas. Com isso, você poderá saber quais palavras estão perdendo ou ganhando posição e agir de acordo com a situação.

8. CTR (taxa de clique)

CTR, da sigla em inglês Click-Through-Rate, é uma das métricas de marketing digital que dificilmente ficam de fora quando o assunto é monitorar resultados. Também chamada de taxa de cliques, ela mostra o total de cliques em relação ao número de impressões (exibição de anúncios ou links).

Para campanhas no Google Ads, o CTR é essencial para avaliar a performance dos anúncios veiculados. Da mesma forma, para o SEO, o CTR indica a qualidade da sua title tag e meta description, elementos que fazem parte de um bom SEO On page.

Se sua taxa de cliques está baixa, é importante reavaliar a qualidade do título e da descrição que aparecem no Google. Realizar alguns ajustes, levando em conta as intenções de busca dos usuários, já pode fazer uma boa diferença para melhorar essa métrica.

9. ROI (retorno sobre investimento)

Assim como vários outros termos de marketing digital, ROI é mais uma sigla que vem do inglês (Return on Investment), mas que é conhecido em português como retorno sobre investimento.

Essa é uma métrica que mostra, em percentuais, o quanto de retorno a empresa está tendo em relação ao que foi investido. Em otimização para os mecanismos de busca, ainda que não haja gastos com mídia paga, o investimento ocorre através da contratação de uma consultoria de SEO, de uma equipe de especialistas em conteúdo otimizado, entre outros.

Por isso, é importante monitorar o ROI de SEO para entender o que está sendo efetivo e o que pode ser melhorado. O ponto de atenção aqui, no entanto, é lembrar que as técnicas de SEO são eficazes, porém levam mais tempo para gerar resultados. Por isso, não estranhe não ter um ROI positivo nos primeiros seis meses ou mais.

4 Ferramentas para monitorar resultados

Já passamos pelas principais KPIs de SEO. Então, nada mais justo agora do que indicarmos algumas ferramentas para que você possa acompanhar os seus resultados em SEO, certo? Confira 4 opções que separamos para você.

1. Google Analytics

Essa é uma ferramenta de marketing digital valiosa para monitorar diversas métricas, inclusive as de SEO. É gratuita e pode ser integrada ao Google Ads e outras plataformas.

Nela, você pode acompanhar o número de visitantes em tempo real, taxa de rejeição, número de sessões por usuários, duração média de sessões, além de informações demográficas, dados comportamentais e geográficos, etc.

2. Ubersuggest

O Ubersuggest é uma ferramenta completa de SEO que possui uma versão gratuita para pesquisa de palavras-chave e outros recursos. Em sua versão paga, é possível acompanhar as principais métricas de SEO.

Essa ferramenta também pode ser vinculada ao Google Analytics, mostrando dados como número de visitantes, ranking de palavras-chave, número de backlinks, pontuação de SEO On page, além de mostrar informações relativas à performance do site, como velocidade de carregamento e possíveis problemas de links quebrados, entre outros.

O Ubersuggest também mostra o valor estimado do tráfego, uma informação que revela o quanto você teria que gastar em mídia paga para obter o mesmo resultado que vem conseguindo através da aplicação de técnicas de SEO.

3. Google Search Console

O Google Search Console é mais uma das ferramentas gratuitas do Google que são fundamentais para profissionais de marketing digital, já que mostra o desempenho do site e como o Google o enxerga.

Por essa ferramenta, você poderá acompanhar taxa de cliques, taxa de impressões, posição média do site no Google, origem do tráfego, dispositivos, e mais.

Você também pode usar o Google Search Console para inspecionar URLs e solicitar indexação para agilizar o processo de rastreamento do Google em suas páginas, caso faça alterações que impactem o SEO.

4. Ahrefs

O Ahrefs é uma ferramenta paga, mas que possui uma versão gratuita bastante completa. Além de mostrar a pontuação de saúde do seu site, ela também ajuda no monitoramento de classificação de domínio, número de backlinks conquistados, tráfego orgânico, número de palavras-chave orgânicas, etc.

Também é possível consultar suas páginas mais acessadas e verificar em quais palavras-chave você já está ranqueando no Google. Fazendo esse acompanhamento, você poderá utilizar sinônimos e reforçá-los em seu site para garantir melhores posições.

Outro recurso interessante do Ahrefs é que ele auxilia a identificar oportunidades de links internos no site, mostrando sugestões e indicando as páginas para fazer a inserção desses links.

A importância dos KPIs de SEO

Um dos pontos altos do marketing digital é justamente poder mensurar seus resultados, através de ferramentas eficazes como as que nós apresentamos neste artigo. Apesar de não ser uma tarefa fácil, monitorar métricas e KPIs é o que determina o sucesso das suas estratégias.

Há uma tendência de destinar os maiores esforços à execução dessas estratégias, mas a grande verdade é que, sem dados, não há sequer como estabelecer planos de ação que possam melhorar ou trazer resultados reais para o seu negócio.

Por isso, independentemente de qual seja a sua estratégia, organize sua equipe para que sempre tenha alguém que acompanhe de perto os KPIs de SEO essenciais para o sucesso das suas ações.

Você também pode contar com uma equipe de profissionais especialistas em SEO, que não somente ajudarão você nesse acompanhamento de KPIs, como também darão suporte na definição de ações que possam trazer o resultado que você espera para melhorar o tráfego orgânico do seu site.

Que tal começar a implementar estratégias de SEO eficazes hoje mesmo? Somos uma Agência de SEO com mais de 11 anos de experiência, trazendo grandes resultados para nossos clientes. Fale com a Tupiniquim!

Achou este artigo útil? Espalhe o conhecimento compartilhando-o com outras pessoas!

Dúvidas Frequentes

O que são KPIs?

KPIs nada mais são do que métricas, mas com a diferença de que são aquelas que trazem impactos significativos para um determinado negócio. Isso significa que, mesmo que todos os indicadores-chave sejam métricas, nem todas as métricas são KPIs.

Como definir os KPIs de SEO da sua empresa?

Seus KPIs devem estar diretamente ligados aos seus objetivos. Escolha todas as métricas que mostram resultados que realmente impactam suas estratégias de SEO e o que você deseja alcançar com elas.

Quais são os principais KPIs de SEO?

1. Usuários orgânicos
2. Sessão
3. Duração média da sessão
4. Taxa de rejeição
5. Tempo de permanência na página
6. Autoridade do domínio
7. Número de palavras indexadas
8. CTR (taxa de clique)
9. ROI (retorno sobre investimento)
10. Número de backlinks

Web Stories:

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
5 Vantagens do Marketing de Conteúdo 4 Tipos de Landing Page Plano de Ação de Vendas em 6 Passos 3 Elementos que Devem Estar no Plano de Ação de Vendas 3 Motivos para Criar um Plano de Ação de Vendas 4 Principais Mecanismos de Busca O que é SEM? 3 Dicas para Fazer 4 Dicas para fazer Link Building O que é Link Building? 3 dicas para boas práticas em SEO 5 Técnicas de Black Hat SEO para evitar 3 Ferramentas de SEO para Blog 3 Dicas de SEO para blogs no WordPress 6 Técnicas de SEO para Blog 4 Exemplos de Follow Up de Vendas por E-mail Como Fazer Follow Up por E-mail? 7 Dicas 3 Regras Básicas para Criar Follow Up por E-mail 7 Tipos de Ferramentas de Marketing Digital 3 Estratégias Fundamentais do Inbound Marketing 5 Dicas para Fazer Plano de Mídia