fbpx Skip to main content

As web stories são um tipo de conteúdo bastante semelhante aos stories já tão difundidos nas redes sociais. Mas como criar e quais os benefícios de aparecer nos stories do Google? Saiba agora.

Ao utilizar suas redes sociais favoritas, com certeza você já deve ter gastado algum tempo olhando a parte de “stories”, certo?

Esse recurso, que foi originalmente copiado de um modelo semelhante do Snapchat, se popularizou quando foi implementado pelo Instagram, em 2016. Apesar do Instagram Stories ter evoluído muito de lá para cá, a premissa básica de ser conteúdo rápido e disponibilizado por apenas 24 horas ainda continua.

Vendo potencial nisso, e adaptando o recurso para o seu próprio ecossistema, o Google lançou o AMP stories em 2018 e que, desde 2020, passou a ser chamado de Web Stories.

Mas o que são exatamente os stories do Google? Preparamos este guia prático para que você entenda melhor do que se trata, os benefícios para o seu negócio e como começar a criar as suas próprias web stories. Continue lendo!

O que você vai aprender sobre Web Stories:

O que são Web Stories?

Se você já tem familiaridade com os stories do Instagram, Facebook ou de outras plataformas, não vai ser difícil entender o que são as Web Stories do Google. Isso porque esse formato de conteúdo é bastante semelhante ao que já conhecemos das redes sociais.

Web Stories são um tipo de conteúdo idealizado para dispositivos móveis e que é bastante visual, com pouco ou nenhum texto, com imagens, vídeos curtos e até mesmo som. Por serem full screen view (ou visão em tela cheia), permitem uma experiência bastante imersiva.

Formado de uma ou mais páginas, elas podem ser utilizadas para “contar histórias”, justamente por poderem ser acessadas uma a uma, conforme as pessoas vão passando para a próxima página.

Para quem já aplica as estratégias de marketing de conteúdo, as web stories são formatos excelentes para serem trabalhados, já que não demandam muito tempo de produção e podem ser feitas com certa facilidade.

Aqui na Tupiniquim, por exemplo, utilizamos os artigos do nosso blog de marketing digital como base para criar diversas web stories que abordem os mesmos temas, porém de forma mais visual e resumida do que as versões completas.

O nosso objetivo com as web stories é atrair a atenção de mais pessoas para que, de forma rápida e divertida, elas possam aprender um pouco dos temas que abordamos aqui.

É claro que, ao final de cada web story, deixamos o link de acesso através do botão “Veja mais” para que a pessoa possa clicar e acessar o artigo completo, caso ela se interesse em se aprofundar no assunto.

Clique na imagem abaixo para ver como funciona.

Onde aparecem as Web Stories?

Agora que você já tem uma boa ideia do que são as web stories, talvez esteja se perguntando onde elas ficam disponíveis para que as pessoas que utilizam o Google em seu dia a dia possam ter chances de usufruir desse conteúdo.

Como você viu no exemplo anterior, as web stories podem ser visualizadas diretamente do seu site. Isso porque, diferentemente do recurso presente nas redes sociais, os stories do Google não deixam de ser páginas da web.

Por conta disso, as web stories podem aparecer:

Na pesquisa do Google

As web stories podem ser exibidas de duas formas na rede de pesquisa do Google: na área de “Histórias visuais” ou como um resultado único na SERPs (página de resultados).

Em “Histórias visuais”, o Google exibe em grade algumas web stories que tenham relação direta com o que está sendo pesquisado no buscador. Mas ele também pode exibir uma única web story a partir do tema da pesquisa que, no caso do exemplo acima, ganhou uma posição de destaque na SERP.

No Google Discover

O Google Discover oferece uma experiência bem diferente do que a encontrada na rede de pesquisa, já que nelas quem define o que quer encontrar são as pessoas que fazem a pesquisa.

Já o Discover exibe resultados que estão relacionados aos interesses de cada pessoa usuária. Então, se você costuma utilizar o Google para pesquisar assuntos sobre marketing digital, por exemplo, ao abrir o seu Discover, possivelmente encontrará web stories e outras sugestões que estão ligadas ao tema.

No Discover, as web stories podem ser exibidas em formato de carrossel, que possibilita que a pessoa passe pelas opções e escolha interagir com a que desejar ver mais.

Nas Imagens do Google

Pode parecer que não, mas as web stories também podem ser encontradas na aba de imagens do Google. Em algumas regiões do planeta, o Google identifica a web story com um pequeno ícone.

Alguns exemplos, como o da Tupiniquim sobre Marketing Emocional mostrado na imagem a seguir, é possível identificar o web story apenas pelo formato da imagem e pelo destaque que ela ganha na página.

No seu site

Já tínhamos dado o spoiler no início deste tópico, mas para reforçar, as web stories também podem ser exibidas no seu site em uma página específica para elas ou até mesmo junto de artigos do seu blog.

Como as web stories podem ser acessadas de qualquer dispositivo, você também pode divulgá-las via e-mail marketing ou por meio de outros canais digitais.

7 Benefícios de criar Web Stories

O que você leu até aqui já serviu para mostrar um pouco de como as web stories podem ser formatos interessantes para serem trabalhados pela sua marca, certo?

Mas para não deixar nenhuma dúvida para trás, vamos conferir mais 7 benefícios que a criação frequente de web stories pode trazer para a sua estratégia de marketing de conteúdo.

1. Variedade nos temas

As redes sociais, embora tenham semelhanças entre si, podem ser bem diferentes em termos de público e também de formato de conteúdo principal. Levando isso em conta, nem todas as plataformas podem ser interessantes para o seu negócio em específico.

Mas as web stories fazem parte do Google e, por isso, combinam bem com qualquer tipo de tema. Seja você uma empresa B2B ou B2C, poderá explorar diferentes temáticas sobre o seu negócio e que poderão virar excelentes stories no maior buscador do mundo.

2. Sem limitações

Você já ouviu falar que o grande objetivo das redes sociais é manter seus usuários conectados nelas o maior tempo possível, sem que eles precisem sair da plataforma para acessar conteúdo em outros locais? Pois é.

Por conta disso, é comum ter algumas limitações como não poder adicionar links ou expiração do conteúdo em 24 horas (como é o padrão dos stories).

Mas as web stories do Google são páginas da web e, portanto, podem ser acessadas indefinidamente, seja pelo seu próprio site ou pelo próprio Google.

3. Vinculação com o Google Analytics

Se estamos falando de um recurso do Google, com certeza há vinculação com outras de suas ferramentas gratuitas, que é o caso do Google Analytics e Google Search Console.

Essas duas ferramentas são importantes para coleta de dados e de análise de performance de sites. Ao vincular o recurso de web stories com elas, é possível monitorar seus resultados e ter informações como número de cliques e de impressões.

4. São mais atrativas

Por ser algo simples e rápido de ser visualizado, as web stories são um tipo de conteúdo bastante atrativo. E considerando que elas podem ser entregues sem que os usuários do Google estejam pesquisando algo específico no buscador, acabam sendo meios menos invasivos e mais convidativos.

Além disso, por terem um formato mais voltado para o visual, com o uso de imagens e vídeos, atraem naturalmente mais a atenção, principalmente se estiverem bem feitas.

5. Visualização em diferentes dispositivos

Outro ponto a favor das web stories é que elas podem ser visualizadas em todos os tipos de dispositivos, incluindo o desktop.

Por conta dessa flexibilidade, não é necessário se preocupar em desenvolver uma mesma web story para diferentes dispositivos. Pelo contrário, é possível reaproveitar o conteúdo para ser utilizado em outras plataformas.

6. Indexação no Google

Por serem páginas da web, as web stories também são facilmente indexadas pelo Google. Isso significa que o buscador consegue identificar seu conteúdo e agrupá-lo de acordo com o tema a que ele pertence.

Dessa forma, seja pela pesquisa do Google, pelas imagens ou pelo Discover, as suas web stories aparecerão para as pessoas que buscam ou que possuem interesses nos temas que você aborda.

7. Liberdade de criação

Chegamos a um dos pontos altos das web stories: a liberdade de criação. Apesar do Google ter uma série de diretrizes com relação à publicação desse tipo de conteúdo, ainda assim é possível explorar a criatividade com ele.

Alguns editores de web stories permitem até que você coloque elementos interativos ou faça quizzes, o que ajuda a estimular o engajamento do seu público.

Além disso, você pode optar por fazer conteúdo mais voltado para vídeos ou mais educativos, com textos curtos e informações úteis resumidas, que é como nós exploramos atualmente aqui na Tupiniquim.

Vale lembrar, no entanto, que o Google não aconselha que as web stories sejam comerciais demais ou voltadas para a venda. Afinal, o objetivo é oferecer conteúdo relevante para as pessoas e que tenham algum impacto na vida delas.

Como criar Web Stories

Para criar as web stories, existem dois caminhos: seguir os mesmos passos de criação de qualquer outra página na web e, portanto, fazer uso de programação e design, ou acessar ferramentas específicas de edição de stories.

Se a programação não é muito a sua área, recomendamos que faça uso das ferramentas, pois são bastante fáceis de usar e permitem criar web stories sem a necessidade de programar.

O próprio Google recomenda algumas ferramentas para criação de web stories, sendo que uma das mais interessantes é a do plugin de Web Stories do WordPress.

O WordPress é uma das CMSs mais utilizadas no mundo, justamente por sua interface amigável e acessível para pessoas que não tem conhecimento em criação de sites.

Como uma agência de marketing digital que utiliza essa ferramenta, não poderíamos deixar de recomendá-la, pois sabemos  que o WordPress é ideal para qualquer negócio.

Com o plugin de Web Stories do WordPress, é possível utilizar templates, acessar o banco de imagens da plataforma, fazer uploads de mídia, animar elementos e textos, e editar facilmente a sua criação.

Seja pelo plugin do WordPress ou por outras ferramentas de edição de web stories, procure criá-las levando em consideração as mesmas técnicas de SEO que são utilizadas para otimizar o conteúdo do seu blog ou site.

Respeite limites de caracteres, faça títulos atrativos e com a palavra-chave principal, e evite muito texto ao longo das páginas das suas web stories. Afinal, esse é para ser um conteúdo mais visual do que textual.

Lembre-se de olhar web stories de quem já está fazendo e, assim, ter boas referências e inspirações para começar a criar as da sua marca.

E como dica final, siga as mesmas premissas básicas de qualquer estratégia de marketing de conteúdo: leve a sua persona em consideração e crie algo que seja de valor para ela. Só assim, você conseguirá chamar a atenção do seu público e criar web stories de sucesso.

Apareça nos Stories do Google

As web stories têm muito a ver com o tipo de formato que a maioria de nós vem consumindo nos últimos tempos: conteúdo objetivo, rápido e fácil de ser visualizado.

Se observarmos bem, cada vez mais as plataformas oferecem recursos ou tipos de conteúdo para serem rapidamente consumidos. O TikTok com seus vídeos curtos e até mesmo o 2x das mensagens de áudio no WhatsApp são exemplos disso.

Por quanto tempo esse formato de conteúdo vai permanecer, ainda não sabemos. Mas fato é que, nós que lidamos com marketing digital e buscamos nos destacar com estratégias de marketing de conteúdo para as redes sociais ou outras ações que envolvam a aplicação da metodologia do Inbound Marketing, precisamos acompanhar de perto essas mudanças no comportamento de consumo.

Se você está com a gente nesse barco, não deixe de explorar as web stories do Google como forma de trazer conteúdo relevante para o seu público-alvo e persona em formatos mais dinâmicos e fáceis de serem acessados.

Explore nossas dicas e abuse da criatividade para trazer algo único e característico da sua marca. E se precisar de ajuda extra em suas estratégias de criação de conteúdo, fale conosco!

A Tupiniquim é uma agência de marketing de conteúdo que há 11 anos ajuda empresas a conquistarem mais clientes e mais oportunidades de crescimento.

Curtiu o artigo? Compartilhe com outras pessoas!

Dúvidas Frequentes

O que são Web Stories?

Web Stories são um tipo de conteúdo idealizado para dispositivos móveis e que é bastante visual, com pouco ou nenhum texto, com imagens, vídeos curtos e até mesmo som. Por serem full screen view (ou visão em tela cheia), permitem uma experiência bastante imersiva.

Quais os benefícios das Web Stories?

Listamos 7 benefícios importantes das web stories:

1. Variedade nos temas
2. Sem limitações
3. Vinculação com o Google Analytics
4. São mais atrativas
5. Visualização em diferentes dispositivos
6. Indexação fácil no Google
7. Liberdade de criação

Como criar web stories?

Como as web stories são páginas da web, é possível criá-las seguindo a mesma programação que é feita para criação de páginas. Mas também é possível utilizar ferramentas de edição que permitem criar e editar suas web stories sem precisar programar. Um exemplo é o plugin do WordPress.

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder