fbpx
Durante as leituras em textos da web, com certeza você já deve ter visto palavras ou frases destacadas com links que apontam para uma outra página do site. Quer saber por que isso é feito?

Você já pensou na importância de aplicar links internos nos seus conteúdos? Pode até parecer que eles não são relevantes ou que não fazem tanta diferença assim, mas não se engane, vamos te mostrar como eles podem ajudar nos seu site.

Fazer linkagens nos textos é essencial para a sua estratégia de marketing digital e ainda contribui para o seu bom posicionamento no Google.

Os links internos podem te ajudar a manter os visitantes por mais tempos no seu site e a melhorar o tráfego que você recebe – consequentemente, isso pode abrir portas para que mais leads surjam e, com isso, mais vendas.

Além disso, as linkagens melhoram a experiência do usuário na sua página, fazendo com que os seus textos sejam mais acessíveis não só aos olhos dos leitores e potenciais clientes, mas do buscador também. Continue a leitura e entenda nesse artigo qual é a importância dos links internos!

Navegue e aprenda o que são os links internos e como usá-los

O que são links internos?

Os links internos são aqueles que direcionam o leitor para uma outra página do seu próprio blog ou site.

São chamados de links internos por possibilitarem a transição de um artigo já existente no seu site para um novo artigo que possa complementar no assunto.

Assim, os usuários conseguem ter uma navegação mais fluida na sua página e não precisam sair dela e nem realizar novas buscas para se aprofundar mais no assunto.

Esses links fazem parte da estratégia de SEO, pois eles proporcionam autoridade ao seu site (já que fazem a junção dos temas de páginas diferentes) e ainda aumentam o tempo de permanência do usuário na página.

O que é link juice?

O link juice é definido como uma parte dos critérios de otimização do PageRank, que é um algoritmo que classifica a relevância dos links.

Basicamente, o link juice distribui as “forças” de um link para o outro. Quando o seu site insere um link na sua home page, parte da autoridade dessa página é distribuída para as páginas que estão sendo linkadas. A mesma coisa acontece quando um artigo seu tem links que apontam para outras páginas. Os valores desses links são repassados para elas.

Todo esse processo pode garantir que a sua página seja mais bem avaliada pelos algoritmos do Google.

Qual a importância de criar links internos?

Os algoritmos do Google visitam as páginas do seu site para identificar a relevância dos seus conteúdos. Isso ocorre porque o Google precisa entregar os melhores resultados para o usuário e garantir uma melhor experiência.

Apesar do uso de links internos parecer bem simples, eles não irão gerar resultados se não forem bem aplicados. Criar links internos de qualidade não é colocar diversos links no seu conteúdo, eles precisam ser relevantes para a pessoa que está na página atual.

Eles também são importantes para a sua classificação no mecanismo de busca. Como já foi dito, são os algoritmos do Google que analisam o seu conteúdo e determinam se a página é digna de estar nos primeiros lugares da SERPs (páginas de resultado).

Dicas para criar links internos no seu site

Veja as melhores dicas para aplicar na sua estratégia de links internos:

Artigos relacionados ou mais populares

Se você usa o WordPress para publicar os conteúdos do seu blog, os plugins são ótimas opções para personalizar o seu site.

É possível estruturar o seu site ou blog destacando os posts mais relevantes. Na maioria dos blogs, eles aparecem como “posts relacionados”, “últimos posts” ou “veja mais”.

Você já usa o WordPress? Caso não, conheça aqui os benefícios em criar o seu site nessa plataforma.

Texto âncora

Essa é uma dica valiosa, pois o uso inadequado dos textos âncoras pode causar penalizações para o site.

Você precisa se atentar na hora de criar um texto âncora e fazer uma linkagem com ele. Os textos dos links internos precisam estar relacionados com o conteúdo que o usuário será direcionado.

Vamos para um exemplo prático:

Se você escreve um artigo e utiliza o temo

Lembre-se de que o Google lê o seu conteúdo, então crie âncoras naturais com palavras-chave e termos que apontem para páginas relacionadas.  Evite as CTAs (call to action) genéricas como “clique aqui” e “saiba mais”, priorize sempre os textos âncoras com contexto mais descritivos.

Arquivo com os principais links internos

Se o seu blog possui muitos conteúdos, fica mais difícil se lembrar de todos que já foram produzidos. Nesse caso, você pode acabar esquecendo os artigos antigos e só usar links internos dos mais recentes.

Para que todos os seus posts tenham a possibilidade de serem encontrados facilmente, você deve mapear todos os seus artigos, criando um documento com os principais tópicos. Sempre antes de publicar o conteúdo, identifique se há algum link interno que seja relevante para inserir no texto.

Utilize links externos

Os links externos também são um ótimo recurso para o seu conteúdo. É também um fator de ranqueamento que o Google leva em consideração na hora de classificar a sua página.

Eles são os links que apontam para uma outra página que não é do seu site, “transferindo” autoridade para outros sites relevantes e aumentando as referências disponíveis para o usuário. O mesmo vale para sites que fazem links apontando para o seu conteúdo.

Quantidade necessária de links internos

Não existe uma regra sobre quantos links internos devem ser utilizados em cada post. A quantidade de links vai depender da densidade do seu conteúdo.

Sugerimos que você utilize cinco ou mais links internos. O mais importante é adicionar links úteis e relevantes para o seu usuário.

Atualize artigos antigos com novos links internos

Os rastreadores do Google, conhecidos como Googlebot ou Spider, estão sempre vasculhando a internet em busca de novos conteúdos. Por isso, atualize seus posts mais antigos com frequência para que eles sejam indexados novamente.

Veja três pontos importantes para atualizar os seus posts:

  • Adicione novos parágrafos com informações atualizadas;
  • Identifique e retire do artigo informações ou dados que não possuem mais relevância;
  • Insira novos links internos de conteúdos que você tenha produzido recentemente, mas não se esqueça que os links precisam fazer sentido.

Seguindo esses passos básicos, o seu conteúdo pode ganhar um novo posicionamento nos motores de busca.

Coloque links para páginas com altas conversões

Identifique as páginas do seu blog que convertem mais visitantes e adicione links internos nelas.

Inserir links internos em páginas que tenham mais conversões proporciona um maior alcance de visitantes, que se tornam leads e podem gerar receita.

Você pode investir também em estratégias de Inbound Marketing para oferecer conteúdo de qualidade, atrair o seu público e despertar o interesse dele em fazer negócios com sua empresa.

Porque os links internos são relevantes para o SEO?

Em uma estratégia de SEO são considerados alguns fatores de ranqueamento que influenciam a sua posição no Google – e um deles é o link interno.

O buscador escaneia as milhares de páginas que existem na internet em busca de conteúdos novos e atualizados. Eles seguem os links presentes nas páginas e analisam para quais páginas eles direcionam.

É através dos links internos que o Google consegue orientar a sua busca e encontra os melhores resultados orgânicos de forma rápida.

Estrutura do site

Podemos considerar a estrutura do site como sendo uma pirâmide. Em seu topo está a home page do site e na base estão outros elementos. Veja possíveis páginas que preenchem a pirâmide dos sites:

Topo: Home page.

Base: Sobre, Serviços,  Produtos, Metodologia, Blog  Cases de sucesso.

Essas são categorias que normalmente os sites utilizam para dividir o conteúdo. Dentro dessas categorias, existem páginas como os serviços e produtos que a empresa oferece, artigos do blog e mais.

Sabemos que os links internos direcionam os usuários para diferentes páginas do site, porém existem dois tipos de links internos que você precisa conhecer.

Tipos de links internos

Links internos navegacionais

Esse tipo de link é implementado na estrutura de navegação do site.

Por exemplo: quando você clica na palavra “blog” da barra de navegação, você é direcionado para a página de artigos ou posts daquele site. Isso também acontece quando você quer conhecer mais a empresa e clica em “sobre”.

O objetivo dos links navegacionais é facilitar a navegação do usuário para que ele encontre mais rápido o que deseja.

Você também pode aplicar a teoria dos três cliques de distância para melhorar a usabilidade e experiência do usuário. O ideal é que o usuário não precise dar mais de três cliques para acessar o que busca.

Links internos contextuais

Já os links contextuais são os links internos que vimos durante o artigo.

Eles estão dentro dos textos âncoras que apontam para outras páginas relacionadas com conteúdo relevante.

Faça auditoria dos seus links internos

A auditoria é necessária para saber qual a situação do seu site. Não adianta distribuir links nos seus conteúdos sem nenhum propósito. É preciso ter uma estratégia bem definida para usar as linkagens da melhor forma.

A primeira estratégia que você precisa colocar em prática é analisar os links internos do seu site. Não sabe como fazer?  Fique tranquilo, vamos te dar dicas de duas ferramentas completas que podem te ajudar:

Auditoria de Site da SEMRush: com essa ferramenta é possível identificar problemas como links internos quebrados, páginas órfãs, profundidade de rastreamento do site e quais são as páginas mais fortes do seu site.

Ahrefs: ferramenta voltada para SEO que, além de fazer a auditoria do site, consiste em explorar palavras-chave, conteúdos com melhor desempenho no setor e rastreia a evolução das suas classificações.

Anotou tudo? Coloque tudo que aprendeu em prática no conteúdo do seu site!

Nesse post te ensinamos as melhores formas de criar e usar links internos nos seus conteúdos. Adicionar os links internos nos seus textos é bem simples, não é mesmo?

No entanto, ainda existem pessoas que não dão tanta importância para esse método, utilizando de maneira errada e o que era simples se torna um problema.

Quer entende como usar os seus links internos corretamente e alcançar mais visitantes?  Então entre em contato conosco! A Tupiniquim possui mais de 10 anos de experiência em estratégias de SEO e pode ajudar o seu negócio conquistar autoridade nos motores de busca.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe este post com seus amigos!

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder