fbpx Skip to main content

Também conhecida como a fase de aprendizado do Google Ads, esse é um momento que pode causar muita tensão para quem anuncia na plataforma do Google. Mas o que é e por que ocorre? Saiba tudo, de forma simplificada, neste post.

Para qualquer marca que deseja trabalhar com tráfego pago, é praticamente inevitável deixar de considerar a plataforma de anúncios do Google para as suas estratégias. Afinal de contas, estamos falando do maior buscador do mundo, onde estima-se que ocorram 8,5 bilhões de pesquisas diariamente ao redor do mundo.

Com tantas pessoas “dando um Google” o tempo todo, seja para tirar pequenas dúvidas, para achar aquela receita de bolo, ou para pesquisar produtos, o buscador passou a ser a chave para o sucesso de muitas marcas que buscam tanto o crescimento orgânico quanto aquele via anúncios pagos.

Aqui no blog de marketing da Tupiniquim, temos diversos artigos sobre tráfego pago e tráfego orgânico, onde apontamos que a principal diferença entre os dois tipos está no tempo, já que o primeiro entrega resultados mais rápidos e o segundo exige mais paciência, com um retorno mais a longo prazo.

Mas apesar do fator quase imediatista dos resultados de campanhas de anúncios no Google Ads ser um dos pontos fortes da estratégia, você sabia que também é preciso paciência ao anunciar por lá?

Hoje você vai aprender um pouco mais sobre o que é e como funciona a campanha em aprendizado do Google Ads e por que ela não reduz — em nada — a eficácia da plataforma no sucesso dos seus anúncios. Continue lendo!

O que você vai ler sobre Campanha em Aprendizado:

Antes de mais nada: o que são pixel de conversão e lances inteligentes do Google Ads?

Ao criar um anúncio no Google Ads, muitas pessoas ficam sem compreender por que a campanha não começa a rodar imediatamente, estagnando em “aprendizado” por alguns dias que podem parecer uma eternidade.

Afinal, a campanha está criada, o dinheiro foi investido, tudo está pronto para os resultados virem, certo? Não exatamente.

Para começarmos a entender o que é e como ocorre essa fase de aprendizado do Google Ads, vamos primeiro explicar dois conceitos importantes: o pixel de conversão e os lances inteligentes do Google Ads.

Pixel de conversão:

O pixel de conversão é um código que é instalado no seu site para rastrear e identificar os padrões de compras dos visitantes. Através dele, o Google consegue definir dados como: faixa etária, localização, horários preferidos de compra, produtos mais comprados, entre outros comportamentos do público-alvo.

Quanto mais informações esse pixel de conversão reúne, mais dados ele pode oferecer para o Google, que, por sua vez, utilizará essa inteligência para entregar os anúncios para o público que mais possui chances de realizar a compra.

Lances inteligentes:

Ao criar uma campanha no Google Ads, pode-se optar por definir o CPC (Custo por Clique) manualmente, ou seja, dispensando a automatização do Google na hora de usar a inteligência para veicular os anúncios somente para o público que a máquina entende que é o comprador ideal (e com mais chances de conversão, por assim dizer).

Em outras palavras, ao utilizar o CPC manual, você estará indicando para o Google que deseja que seu anúncio seja exibido para qualquer pessoa que pesquisar pelas palavras-chave da sua campanha, mesmo que esse público não tenha o potencial de compra desejado.

No caso dos lances inteligentes, o Google vai utilizar outros dados além das palavras-chave, para distinguir o público com grande potencial de compra daquele que ainda está na fase de pesquisa. Ou seja, ele analisará todo o contexto da pesquisa dos usuários.

Levando em conta que uma pessoa faz várias pesquisas até fechar uma compra, o Google consegue acompanhar o trajeto que essa pessoa faz até chegar à decisão, incluindo vídeos de review assistidos no YouTube, abertura de e-mails marketing no Gmail, pesquisas no Google Play, entre outros.

Todo esse percurso que usuários e usuárias da rede Google fazem é armazenado. E é a partir dessas informações que os lances inteligentes se baseiam para entregar os seus anúncios para o público com o melhor potencial de compra.

Os lances inteligentes também permitem otimizar suas campanhas e conversões, já que fazem ajustes automáticos para cada leilão do Google Ads. Caso você não saiba como funciona esse leilão, confira o nosso artigo de Google Ads: O Que É e Como Funciona – Tutorial Passo a Passo.

Se, no CPC manual, para cobrir o lance é preciso esperar até o reajuste ser validado, com os lances inteligentes essas alterações são feitas automaticamente para cada leilão, adequando-as de acordo com o potencial de conversão, tanto para mais, quanto para menos.

As estratégias de lances inteligentes são possíveis para: CPA desejado, ROAS desejado, Maximizar conversões, Maximizar o valor da conversão e Maximizar cliques, sendo que esse último não inclui os lances do leilão.

O que é a Campanha em Aprendizado do Google Ads?

Compreendido os dois conceitos anteriores, agora sim vamos para o principal: afinal, o que significa uma campanha em aprendizado no Google Ads?

Toda vez que uma nova campanha é criada, alterada ou retomada após uma pausa, seguindo alguma estratégia de Lances Inteligentes, o Google precisa coletar os dados reunidos pelo pixel de conversão instalado na página do seu site, para obter as informações de padrões de compras dos visitantes.

Em outras palavras, uma campanha em aprendizado é quando o Google estuda todas as informações de inteligência coletadas a partir do pixel de conversão, para que ele entenda o padrão de comportamento das pessoas usuárias e, assim, otimize a performance dos anúncios de acordo com esse estudo.

Isso também vale para campanhas sem histórico ou que foram reformuladas, com atualização de palavras-chave e outras mudanças estruturais a partir de novas estratégias. Afinal, o Google precisará se adequar novamente a essas alterações.

Para isso ficar mais claro, vamos imaginar que o pixel de conversão é uma grande enciclopédia que possui todas as informações essenciais para determinar o padrão de compra das pessoas que visitam um site.

O Google, por sua vez, é a grande cabeça por trás que fará a leitura completa dessa enciclopédia e aplicará o conhecimento adquirido na prática. Mas, como você deve imaginar, isso precisa de tempo, e é sobre isso que vamos falar no tópico a seguir.

Quanto tempo a campanha fica em aprendizado no Google Ads?

A partir do momento em que você sinaliza para o Google que quer que ele use a inteligência adquirida pelo pixel de conversão para otimizar as suas campanhas de anúncios, ele, então, entrará em aprendizagem.

Esse processo pode durar, em média, de 7 a 15 dias. Durante esse tempo, o Google vai fazer toda a leitura dos dados coletados pelo pixel de conversão.

Apesar de parecer muito tempo, é preciso considerar que a quantidade de informações contextuais coletadas pelo pixel é enorme. Não bastasse isso, é preciso levar em conta que tanto a tecnologia, quanto o comportamento de compra das pessoas estão em constante movimento, e que novas informações chegam a todo momento.

Diante disso, seja você criando suas próprias campanhas inteligentes ou repassando-as para uma agência especialista em Google Ads, é importante considerar que o Google necessariamente vai precisar de cerca de 7 dias para passar pela aprendizagem. Portanto, planejar com antecedência para não ter perdas durante esse período é crucial.

Qual a importância da campanha em aprendizado?

Se pararmos para pensar, há uma lógica muito simples por trás da necessidade do período de aprendizagem do Google: quanto mais ele aprende, mais eficaz ele fica.

É o mesmo que ocorre com pessoas. Se você quiser ser especialista em um determinado assunto, apenas dedicar algumas horas não será suficiente. Com a máquina é o mesmo raciocínio.

Se você criar uma campanha nova ou alterar variáveis importantes, como público-alvo, faixa etária, orçamento, dados demográficos, entre outras, o Google necessariamente vai precisar entrar em período de aprendizagem. Pois somente a partir desse novo estudo é que ele poderá continuar otimizando a sua campanha.

Para evitar que ele entre em aprendizagem, basta não fazer alterações na sua campanha. Mas nesse caso, leve em conta que você pode acabar deixando de potencializar seus resultados em prol de “não mexer no que está quieto”.

Dicas essenciais

Agora vamos a algumas dicas sobre a campanha em aprendizagem do Google Ads que você deve se atentar para não passar por apuros indesejáveis.

1. Não mude variáveis aleatoriamente

Afinal, como explicamos anteriormente, mudanças significativas na sua campanha podem sinalizar para o Google que ele precisa incorporar essas alterações no estudo dele.

Por exemplo, se antes a sua campanha era destinada para homens e mulheres, mas agora você optou por impactar somente o público feminino, o Google vai precisar consultar novamente o pixel de conversão para encontrar os padrões de compra que mais se adequam ao seu novo público.

Por isso, evite fazer alterações de forma impensada. O ideal é deixar toda a campanha bem estruturada desde o princípio, mas caso as alterações sejam necessárias, procure fazer todas elas de uma única vez e prepare-se para o período de aprendizagem do Google Ads.

Se estiver terceirizando o serviço com uma consultoria de Google Ads, avalie as novas estratégias e alinhe elas com as suas expectativas, sempre levando em conta a opinião da equipe especialista na plataforma.

2. Faça campanhas de teste

Se você ainda tem dúvidas sobre a configuração da sua campanha e, consequentemente, da performance que ela conseguirá alcançar, faça campanhas de teste.

Evite ao máximo alterar aquela campanha que já está performando e trazendo resultados para o seu negócio. Se quiser testar um público-alvo novo, localidade ou alguma outra variável relevante, faça uma outra campanha que servirá para testar essas novas variáveis.

Assim, caso essa campanha de teste falhe, você evitará perder aquela que já está dando resultados.

3. Use o recurso de “Experiências”

Outra forma de testar novas variáveis sem correr riscos com a sua campanha de performance é utilizar o recurso de “Experiências” do Google Ads.

Através dele, você pode fazer testes A/B onde o Google irá simular todas as alterações que você desejar. A partir dos resultados, você poderá decidir se quer descartar a experiência ou se aplicará as alterações em sua campanha principal.

4. Seja paciente

Esta é a melhor dica que podemos dar para qualquer pessoa que deseja criar campanhas de anúncios no Google Ads: seja paciente.

Não é mentira quando falamos que a entrega de resultados dos anúncios pagos são praticamente imediatos. Para quem optar pela CPC manual, por exemplo, a partir da aprovação da campanha pelo Google, ela já pode começar a ter conversões.

Mas a longo prazo, essa pode não ser a melhor estratégia para você, já que correrá o risco de seu anúncio ser exibido tanto para quem tem potencial de compra, quanto para quem não tem.

Ao escolher otimizar a sua campanha e maximizar os resultados dela, no entanto, lembre-se que o período de aprendizagem do Google será o grande divisor de águas nos seus resultados. Principalmente para campanhas sem histórico e que passaram por alguma alteração na estratégia.

Aqui na Tupiniquim, por exemplo, iniciamos com a estratégia de “maximizar cliques”, que exige um tempo menor de aprendizado, o que possibilita que o Google encontre o melhor clique pelo menor custo. Após um período de 2 ou 3 meses, quando a inteligência já reuniu dados suficientes, passamos para “maximizar conversões”, e assim resultados ainda melhores começam a acontecer.

Nessas horas, é crucial confiar na sua equipe, pensar estrategicamente e enxergar o tempo como um aliado, não como inimigo.

Acredite no potencial do Google Ads

O Google Ads é uma das estratégias de marketing digital mais importantes que existem. Como você leu ao longo do artigo, essa é uma ferramenta que foi feita para você vender, gerar leads e aumentar demais conversões de forma geral.

Vale lembrar que o Google é um dos maiores interessados em fazer você ter sucesso com a plataforma de anúncios. Afinal, quanto mais você atinge seus objetivos, mais investirá na plataforma. E assim, todo mundo sai feliz.

Por isso mesmo, é do interesse do Google que você tenha a melhor experiência possível com o Google Ads. O período de aprendizagem é mais uma forma de otimizar os seus resultados e fazer com que o seu investimento seja aplicado da melhor forma possível.

Como dica final, conte com uma equipe de profissionais especialistas em tráfego pago e Google Ads para traçar as melhores estratégias para as suas necessidades. A Tupiniquim é uma Agência de Google Ads com 11 anos de experiência no mercado, e também queremos que você alcance seus objetivos no digital. Fale com a gente!

Curtiu o conteúdo? Compartilhe com outras pessoas!

Dúvidas Frequentes

O que é a campanha de aprendizado no Google Ads?

Uma campanha em aprendizado é quando o Google estuda todas as informações de inteligência coletadas a partir do pixel de conversão, para que ele entenda o padrão de comportamento das pessoas usuárias e, assim, otimize a performance dos anúncios de acordo com esse estudo.

Quanto tempo a campanha fica em aprendizado no Google Ads?

O período de aprendizagem do Google Ads pode durar, em média, de 7 a 15 dias. Durante esse tempo, o Google vai fazer toda a leitura dos dados coletados pelo pixel de conversão.

Qual a importância da campanha em aprendizado?

Se você criar uma campanha nova ou alterar variáveis importantes, como público-alvo, faixa etária, orçamento, dados demográficos, entre outros, o Google necessariamente vai precisar entrar em período de aprendizagem. Pois somente a partir desse novo estudo é que ele poderá continuar otimizando a sua campanha.

Web Stories:

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
5 Formas de divulgar o seu E-book 4 Principais Canais de Follow Up de Vendas 5 Dicas para fazer um Follow Up de Vendas Follow Up de Vendas: O que é e quais as etapas? Como implementar a estratégia de Social Selling? O que É e 3 Benefícios do Social Selling Quais as vantagens do LinkedIn para B2B? 4 Passos Para Dominar as Objeções 4 Tipos de Objeções Que Você Precisa Conhecer O Que é e Como Estruturar uma Matriz de Objeções? Como Lidar com Possíveis Objeções no SPIN Selling 4 Dicas sobre a Fase de Aprendizado no Google Ads O que é e qual a importância de criar um e-book? Google Ads: O que é a Campanha em Aprendizado? Melhores Estratégias B2B para o LinkedIn O que é e como criar uma Company Page no LinkedIn? Exemplos de Perguntas de SPIN Selling O Que É e Como Aplicar o SPIN Selling? Cursos Específicos de Facebook Ads 7 Motivos para Investir em Marketing Digital com a Tupiniquim