Skip to main content

Quer colocar o site da sua empresa na primeira página do Google? Aprenda o caminho para aumentar o alcance e o tráfego da sua página on-line aplicando as técnicas de marketing para mecanismos de busca.

Estar onde os clientes em potencial estão é essencial para que uma marca possa apresentar seus produtos e serviços. Atualmente, a internet é um desses ambientes fundamentais para negócios estabelecerem relações com usuários de sites extremamente populares: páginas de buscas como, por exemplo, o Google.

A barra de pesquisa dos buscadores é a chave para descobrir o que as pessoas estão buscando e desejando do mercado ao longo das suas jornadas de compra. Por esse motivo, as empresas se esforçam para serem vistas pelo público nas primeiras páginas, principalmente a página um, dos sites de pesquisa.

O marketing digital possui várias estratégias para alcançar esse objetivo. Uma das principais é o Search Engine Marketing (SEM), ou Marketing para Mecanismos de Busca, que junta o que há de mais eficiente para alavancar o posicionamento de uma página no ranqueamento de resultados de buscas: tráfego orgânico gerado por técnicas de SEO e tráfego pago vindo de anúncios de plataformas como o Google Ads.

Sendo assim, a Agência de Marketing Digital Tupiniquim preparou este artigo para te explicar o que é mais relevante quando o assunto é Search Engine Marketing e como implementar essa tática de expansão de alcance e resultados em mecanismos de busca.

O que você vai ler sobre Search Engine Marketing (SEM):

O que é Search Engine Marketing (SEM)?

Search Engine Marketing (em português, Marketing para Mecanismos de Busca) é um conjunto de técnicas e estratégias para aumentar a visibilidade de sites e páginas on-line, por meio de conteúdo orgânico e patrocinado, para que eles alcancem um melhor posicionamento no ranqueamento de buscadores, como o Google.

Muitas empresas, especialmente seus departamentos de marketing, também utilizam as técnicas de SEM para coletar dados sobre o público-alvo de seus produtos e serviços e fazer uma análise de mercado para identificar oportunidades de negócios e possibilidades de melhorias de processos e campanhas de marketing digital.

Como funciona um mecanismo de buscas?

Com que frequência você faz uma pesquisa no Google, ou outro buscador, e vai além da primeira página de resultados? A nossa aposta é que você quase nunca faz isso, certo?

Essa é a razão pela qual aparecer na primeira página de resultados do Google e de outros sites de buscas é o grande objetivo de empresas que possuem sites e páginas on-line. Afinal, quer melhor vitrine que a página um do site de pesquisas mais usado em todo o mundo?

Por isso, na hora de responder a pesquisa feita por um usuário, o Google e outros buscadores, com base em uma série de fatores e critérios conhecidos e desconhecidos, retornam dois tipos de resultados para a busca realizada: os orgânicos e os pagos.

Os resultados orgânicos são aqueles que ganham visibilidade e relevância no ranqueamento feito pelo algoritmo do motor de buscas por causa de seu conteúdo de qualidade e otimizado para SEO, links internos e backlinks de outras páginas, que dão autoridade ao que a empresa produz e publica em relação ao seu segmento de atuação.

Já os resultados pagos, como você deve imaginar, são exibidos pelo algoritmo do site de pesquisas como parte de uma campanha de publicidade contratada pela empresa anunciante, que pode pagar a plataforma de anúncios, como o Google Ads, por cada clique recebido em seu resultado pago.

Esses links patrocinados, geralmente, recebem mais destaque da plataforma de anúncios e mais visibilidade aos olhos dos usuários porque são mostrados no topo da página de resultados, acima dos resultados orgânicos.

SEM e SEO: Qual a diferença?

O Marketing para Mecanismos de Busca (SEM) e a Otimização para Mecanismos de Busca (SEO) são dois conjuntos de técnicas, estratégias e ferramentas fundamentais para empresas que querem ter um bom desempenho em sites de buscas. Frequentemente, essas duas siglas são confundidas e consideradas como sendo a mesma coisa, mas elas não são.

De forma geral e simplificada, tanto o marketing para mecanismos de busca quanto a otimização para mecanismos de busca pretendem alavancar a presença de empresas entre os resultados exibidos por buscadores para as pesquisas de seus usuários por meio de técnicas como o uso de palavras-chave.

No entanto, de forma mais detalhada, a principal diferença entre SEM e SEO é o método e o tipo de recurso investido para buscar um bom ranqueamento em sites de buscas.

Enquanto as técnicas de SEO miram na expansão do tráfego de forma apenas orgânica (ou seja, gratuita), as táticas de SEM também aplicam recursos financeiros em anúncios e publicidade em plataformas como o Google Ads.

Em relação ao desempenho das estratégias, podemos dizer que os resultados trazidos pelo Marketing para Mecanismos de Busca são mais rápidos no caso da exibição de links patrocinados entre os resultados para palavras-chave usadas em pesquisas de usuários.

Já o tráfego orgânico, gerado exclusivamente pelas técnicas de SEO, costuma levar mais tempo para dar resultados porque exige, entre outras coisas, frequência e constância na produção de conteúdo para gerar autoridade e relevância para a página entre os visitantes.

Então, em resumo, o Marketing para Mecanismos de Busca (SEM) é um método mais amplo que abrange e une as estratégias de SEO aos resultados gerados pelo tráfego pago em sites de pesquisas para impulsionar a presença da página de uma empresa no ranking de resultados de buscadores.

Como fazer Search Engine Marketing?

Que tal aplicar a poderosa estratégia de Search Engine Marketing no planejamento de marketing digital da sua empresa e colher resultados positivos vindos tanto do tráfego orgânico quanto do tráfego pago? Separamos 3 dicas essenciais para uma eficiente implementação de marketing para motores de busca.

1. Pesquise palavras-chave

Ao planejar os passos de uma campanha de marketing com foco em mecanismos de busca, é importante realizar uma pesquisa de palavras-chave relacionadas aos produtos e serviços que a empresa pretende ofertar aos usuários de buscadores.

Para isso, é fundamental identificar a persona do seu negócio, isto é, um perfil fictício criado com base nas características, necessidades, hábitos e desejos do público-alvo da sua empresa.

Dessa forma, fica mais fácil delimitar as palavras mais usadas nas buscas feitas por esses consumidores em potencial, incluindo palavras-chave de cauda longa, que são conjuntos de três ou mais palavras pesquisadas em buscas mais específicas de potenciais clientes em estágio avançado no funil de vendas.

Na hora de filtrar e selecionar essas palavras, conte com ferramentas como o Ubersuggest para identificar as palavras-chave com maior volume de buscas em relação à área de atuação da sua empresa e para escolher as melhores palavras-chave para o Google Ads ou outras plataformas de anúncios.

2. Crie conteúdo com aplicação de SEO

Unindo o marketing de conteúdo ao SEO, você fortalece as chances de exibição dos conteúdos aos clientes em potencial que usam buscadores para fazer pesquisas. Elabore textos informativos sobre os problemas e necessidades do público-alvo que podem ser solucionados com os produtos ou serviços da sua marca.

Não se esqueça de aplicar as palavras-chave ao longo do conteúdo e também nos elementos de SEO on page como URL, meta título, meta descrição, tags etc. Capriche na escrita persuasiva, usando a estratégia de copywriting, para despertar a curiosidade e o interesse dos leitores e crie chamadas para ação (CTAs) que sejam impactantes para a conversão dos visitantes em clientes.

É esse conteúdo relevante associado às técnicas de SEO que vai trabalhar para garantir o tráfego orgânico e espontâneo do seu site entre os resultados das pesquisas dos usuários que usem as palavras-chave relacionadas à área de atuação do seu negócio.

3. Defina o orçamento para o tráfego pago

Uma das vantagens do tráfego pago são as formas e métodos de pagamento. Em geral, você paga apenas se receber resultados concretos, ou seja, se seu link receber cliques. Um outro benefício é a flexibilidade no controle do investimento feito, já que você pode definir o valor máximo diário de orçamento e o valor máximo a ser pago por cada clique.

Por outro lado, uma vez que o investimento em anúncios é interrompido, os resultados deixam de aparecer instantaneamente, tanto no buscador quanto na performance da empresa no Google ou outros sites de buscas.

Por isso, faça uma análise minuciosa sobre o investimento em mídias pagas em curto, médio e longo prazo, conforme os objetivos de marketing digital da sua empresa, para garantir resultados satisfatórios pelo máximo de tempo possível.

Quais são os principais mecanismos de busca?

Até aqui, você aprendeu o que é e como incluir o Search Engine Marketing na estratégia de marketing digital do seu negócio. Mas onde colocar em prática o marketing para mecanismos de buscas? Provavelmente, você pensou no Google, né? Continue lendo para conhecer os principais motores de buscas feitas na internet.

Google

Campeão absoluto em volume de buscas, o Google é o mecanismo de buscas mais utilizado por usuários em todo o mundo. Todos os dias, o algoritmo do buscador responde bilhões de consultas que vão desde o restaurante mais próximo da localização de quem está pesquisando até a busca por respostas para questões científicas de alta complexidade.

Priorizando conteúdo original, relevante e informativo e links patrocinados, o algoritmo do Google é frequentemente atualizado para garantir a exibição de resultados de qualidade em suas páginas e uma boa experiência aos seus usuários.

Yahoo

Bastante popular no início dos anos 2000, o Yahoo perdeu espaço para o Google como buscador mais usado no mundo. Porém, esse site de buscas continua recebendo um volume considerável de visitas, especialmente por também ser um portal que exibe notícias em sua homepage, logo abaixo da barra de pesquisas.

Bing

Colocado em operação em 2009, o Bing foi desenvolvido para ser o sistema padrão de buscas em dispositivos da Microsoft, o que lhe garante uma quantidade considerável de acessos de usuários.

O buscador permite que buscas sejam feitas a partir de imagens e conta com serviço de geolocalização, além de também apresentar notícias sobre política, esportes e celebridades em sua página inicial.

YouTube

A plataforma de vídeos do YouTube recebe o segundo maior volume de buscas da internet, atrás apenas do Google. Então, ao contrário do que muitos pensam, essa plataforma também pode ser considerada um buscador de respostas para pesquisas de seus usuários.

O site conta com sua própria plataforma de anúncios pagos, o YouTube Ads, além de também ser responsivo ao uso de técnicas de SEO, como palavras-chave, para indexação dos vídeos postados.

Coloque sua empresa na primeira página do Google!

Implementar uma estratégia de marketing voltada para os mecanismos de busca traz vantagens como a captação de tráfego altamente qualificado, ou seja, o público-alvo certo para landing pages, sites de e-commerces e outros tipos de páginas on-line, além de tornar sua marca conhecida por meio da visibilidade que uma boa posição no Google pode oferecer.

Além disso, aplicar a tática de anúncios pagos em sites de pesquisa torna as campanhas de marketing digital mais assertivas e acelera a obtenção dos resultados desejados porque possibilita segmentar o público-alvo e aumentar as chances de conversão dos leads em clientes de fato.

A Tupiniquim é uma agência de marketing digital, especializada tanto em campanhas de Google Ads quanto em consultoria de SEO, e conhece o caminho para chegar à primeira página do Google, usando as técnicas e estratégias que façam sentido para captar o público-alvo do seu negócio.

Fale com a Tupiniquim para conhecer nossos serviços e expandir a presença da sua empresa na internet.

Compartilhe o link do artigo com quem também se interessa por marketing digital!

Dúvidas Frequentes

O que é Search Engine Marketing (SEM)?

Search Engine Marketing é um conjunto de técnicas e estratégias para aumentar a visibilidade de sites e páginas on-line, por meio de conteúdo orgânico e patrocinado, para que eles alcancem um melhor posicionamento no ranqueamento de buscadores, como o Google.

Como fazer Search Engine Marketing (SEM)?

Pesquise as palavras-chave mais buscadas pelo público-alvo em buscadores. Aplique essas palavras-chave em conteúdo relevante e informativo e também em campanhas de tráfego pago.

Web Stories:

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder
Pinterest: 4 formatos de Pins na Conta Business 3 exemplos de métricas de Google Ads 4 principais redes sociais para a sua indústria 4 benefícios do Google Ads para o Marketing Industrial 5 estratégias de Marketing Digital B2B 4 motivos para investir em Branding com a Tupiniquim 3 Exemplos de Marketing de Conteúdo 5 Dicas para um Marketing de Conteúdo eficaz 4 dicas sobre Gestão de Tráfego 4 tipos de ferramentas de marketing digital 4 ferramentas de marketing digital gratuitas 3 exemplos de anúncios que aplicam os Gatilhos Mentais 4 tipos de correspondência de palavras-chave 4 dicas para escolher palavras-chave no Google Ads 4 cases de Branding criados pela Tupiniquim 4 benefícios do Google Ads para advogados 5 dicas de como usar o Google Ads para advogados 4 estratégias para aplicar os Gatilhos Mentais 4 benefícios das métricas de redes sociais 5 exemplos de métricas de redes sociais