fbpx Skip to main content

Marketing Digital é uma área dinâmica e que está sempre se atualizando. Mas entender tudo o que ela abrange pode ser um desafio. Conheça os principais termos neste glossário!

Atualizado por Amanda Bueno em 10/03/2021

O Marketing Digital, assim como várias áreas de tecnologia, costumam ter muitos termos em inglês que podem causar confusão para quem não entende tão bem o idioma ou para aquelas pessoas não tão familiarizadas com o tema.

User-Generated Content, Search Engine Optimization, Brand Awareness, Guest Post, Social Commerce… São muitos termos importantes que fazem parte das estratégias de Marketing Digital.

Mas como ignorar esse conhecimento na hora de pensar em fazer o seu planejamento de marketing digital? É pensando nisso que fizemos este glossário! Confira abaixo e aprenda os principais termos de marketing digital.

Navegue por nosso Glossário de Marketing Digital em ordem alfabética:

A

AIDA: sigla para as palavras Atenção, Interesse, Desejo e Ação, criada a partir de uma metodologia de marketing e vendas que busca entender o comportamento dos leads (ou potenciais clientes) e o percurso deles na jornada de compra do cliente.

Ads: termo em inglês que significa “anúncios”. Dentro do marketing digital, está ligado às plataformas de anúncios, como o Google Ads, Facebook Ads, LinkedIn Ads, entre outras.

Alt text: também chamado de texto alternativo, são textos utilizados para descrever imagens em sites. Servem tanto para melhorar o SEO do site e, portanto, o reconhecimento dele pelos buscadores, como também é essencial para melhorar a acessibilidade.

Analytics: análise de dados e estatísticas que ajudam a determinar determinados padrões e informações que ajudam no desenvolvimento de estratégias. No marketing digital, a ferramenta Google Analytics é amplamente utilizada para verificação de dados e desempenho de sites e campanhas dentro do Google.

Anchor text: se refere ao texto de um link que redireciona para outra página. É importante para a otimização de sites para os motores de busca, já que o texto tem relação direta com a página de destino.

API: do inglês Application Programming Interface, é a programação que torna possível a interação entre softwares e sites diferentes.

Automação de Marketing: ferramentas que permitem que as ações de marketing digital sejam executadas automaticamente, tornando a gestão mais fácil e otimizando o trabalho de profissionais da área.

Autoridade de Domínio/Página: é o nível de relevância que uma página ou site possui para os buscadores, baseado em diversos critérios, como o uso de palavras-chave e links.

B

Backlink: conhecidos também como links externos ou de inbound, são links que um site faz para outro. Ou seja, ao clicar no backlink, o usuário será guiado para um outro site. Os backlinks são importantes para aumentar a autoridade de um determinado domínio, dando relevância para ele.

B2B: sigla em inglês para Business to Business, ou de empresa para empresa. Modelos de negócio B2B fornecem produtos ou serviços diretamente para outras empresas.

B2C: sigla em inglês para Business to Consumer, ou de empresa para consumidor. Esse modelo de negócio foca em fornecer produtos ou serviços diretamente para o consumidor final.

B2B2C: sigla em inglês para Business to Business to Consumer, ou de empresa para empresa para consumidor. É um modelo de negócio em que empresas vendem por meio de outras empresas que, por sua vez, têm acesso aos consumidores finais. Um exemplo desse modelo é o aplicativo de delivery iFood.

Benchmarking: também conhecido como análise de concorrência, trata-se de um estudo para analisar práticas e performance de duas ou mais empresas que atuam no mesmo setor, com o objetivo de aprimorar produtos, serviços e competitividade.

Black Hat: se refere às técnicas desonestas utilizadas para o posicionamento das páginas através do SEO. A troca de links leviana é um exemplo desse tipo de ação e pode trazer sérios prejuízos para o posicionamento da página nos motores de busca.

Blog: site para publicação periódica de artigos, imagens, infográficos e outros conteúdos. Pode ser integrado a sites institucionais.

Brainstorm: processo de troca e levantamento de ideias em grupo que estimula a criatividade de todos os participantes para desenvolver projetos e ações.

Branding: conhecido também como gestão de marca, Branding é uma estratégia que faz a ponte entre marcas e pessoas, zelando não somente pela marca em si, como também pelas experiências geradas através dela.

Brand Awareness: ou consciência de marca, é uma métrica que determina a relevância de uma determinada marca dentro do mercado em que ela faz parte.

Brand Equity: traduzido em português como valor de marca, está relacionado com a percepção geral (negativa e positiva) que consumidores possuem da marca.

Briefing: informações coletadas a respeito de um projeto ou tarefa que servem de orientação para os profissionais que irão executar o trabalho.

Budget: termo em inglês que significa orçamento.

Busca orgânica: dado referente ao número de pessoas que chega ao seu site através do posicionamento nos buscadores e não por anúncios.

C

Case de sucesso: tipo de conteúdo que detalha projetos que foram bem sucedidos e trouxeram grandes resultados para determinada marca. Podem ser utilizados como forma de estudo ou como comprovação da qualidade dos serviços prestados pela empresa que, nesse caso, utilizará casos de clientes reais que ela possui.

Canonical tag: elemento de HTML para ajudar a evitar conteúdos duplicados nos mecanismos de busca, contribuindo para a otimização do site.

CAC: sigla para custo de aquisição por cliente. É uma métrica utilizada para avaliar o quanto uma empresa investe para conquistar novos clientes.

CEO: do inglês Chief Executive Officer, se refere ao diretor(a) executivo(a) da empresa.

Cold Call: ligação para potenciais clientes que nunca tiveram contato com a equipe de vendas de determinada empresa, com o objetivo de convencê-los a fazer a compra ou adquirir o serviço oferecido.

Cold Mail: assim como o Cold Call, é uma troca de e-mails com um potencial cliente sem contato prévio entre ele e a equipe de vendas.

CMO: sigla do inglês Chief Marketing Officer, que é a pessoa responsável pela área de marketing da empresa, diretor(a) de marketing.

CMS: sigla do inglês Content Management System, também conhecido em português como Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. É uma ferramenta utilizada para gerenciamento e publicação de conteúdo online. Ex.: WordPress.

Consultoria de SEO: uma análise que visa diagnosticar problemas e levantar soluções para que sites possam ser otimizados adequadamente para os mecanismos de busca e, assim, conquistar melhor posicionamento nas SERPs.

Conversão: o objetivo de toda campanha de marketing, que pode ser o aumento de vendas, downloads, geração de leads, número de cliques, entre outros.

Core Business: também chamado de atividade principal da empresa, ajuda a identificar a especialidade dela. Dessa forma, é possível traçar estratégias eficazes de marketing e vendas.

Cookies: são partes de códigos que recolhem dados e informações de navegação das pessoas usuárias com o objetivo de oferecer experiências de acordo com o comportamento de cada uma.

CPC: sigla para Custo por Clique. É uma métrica utilizada em plataformas de anúncios para determinar o valor de cada clique realizado em links patrocinados.

CPA: métrica utilizada para calcular o Custo por Aquisição. Pelo CPA, anunciantes só pagam pelo anúncio quando a meta da campanha é atingida, seja de vendas, aquisição de leads, ou outras conversões.

CRM: do inglês Customer Relationship Management, são softwares que possuem recursos que facilitam o Gerenciamento de Relacionamento com Clientes, como o nome sugere.

CRO: do inglês Conversion Rate Optimization, a otimização da taxa de conversão se trata do conjunto de estratégias que fazem com que os visitantes do site da sua marca realizem mais conversões.

CSS: do inglês Cascading Style Sheets, diz respeito à linguagem de programação utilizada para melhorar o visual de um site.

CTA: do inglês Call to Action, também conhecido como Chamada para Ação, trata-se de pequenas frases feitas com recursos como links, botões e textos que direcionam o público para a conversão desejada.

CTR: do inglês Click Through Rate, é também chamado de taxa de cliques. É um indicador que serve para saber a relação entre o número de cliques em um anúncio e o número de visualizações.

D

Domínio: nome dado ao endereço principal do site.

E

e-Book: formato de livro digital. Também é muito utilizado em estratégias de marketing de conteúdo.

E-commerce: ou comércio eletrônico, é uma modalidade de comércio em que todo o processo de compra e venda é realizado por meios digitais e online.

Elementos off-page: são todos os elementos externos que influenciam um site. Ex.: backlinks.

Elementos on-page: são todos os elementos que fazem parte da construção de um site, como programação, imagens e ícones.

E-mail marketing: estratégia que visa utilizar os e-mails como forma de publicidade. Através de uma lista de contatos que a marca possui, pode criar conteúdo e outras formas de comunicação para nutrir a base de leads.

Endomarketing: estratégias internas de marketing focadas no bem-estar e no engajamento dos(as) colaboradores(as) de uma empresa.

Experiência do Usuário (UX): conjunto de práticas que avaliam a experiência de pessoas usuárias com determinado produto digital. No marketing digital, é importante para otimizar sites para os mecanismos de busca.

F

Feedback: termo em inglês utilizado para se referir ao retorno de uma ação, uma sugestão ou conversa sobre o desempenho de uma pessoa, campanha ou serviço.

Follow-up: acompanhamento das ações ativas.

Formulário de conversão: é onde usuários cedem seus dados para realizar a conversão.

Funil de vendas: ferramenta de marketing em formato de funil que representa todos os estágios pelo qual um potencial cliente passa até se tornar um cliente real da empresa.

G

Google Ads: plataforma de anúncios do Google, atual maior buscador do mundo. Por meio dessa ferramenta, é possível trabalhar com diversos tipos de campanhas de anúncios e links patrocinados.

Gross Rating Point: termo em inglês usado para descrever a audiência total de uma campanha de marketing.

Growth Hacking: termo criado pelo empresário Sean Ellis, é uma metodologia que visa acelerar o crescimento das empresas por meio de estratégias de experimentação.

Guest Post: troca de conteúdos entre dois blogs parceiros, que tratam de assuntos complementares, com o objetivo de fortalecer o domínio de ambos.

H

Hard Bounce: quando um e-mail não chega ao destinatário por motivos permanentes (e-mail incorreto ou não existente).

Heading Tags: identificadores que são utilizados na programação de um site para mostrar para os buscadores a hierarquia dos conteúdos que são exibidos, como H1, H2, H3, H4 e H5.

Hiperlink: redirecionamento feito através de uma palavra, botão, imagem ou ação específica que leva o usuário para páginas diferentes. No caso de links internos, são páginas do mesmo domínio, e no caso de links externos, o redirecionamento é para outros sites.

HTML: do inglês HyperText Markup Language, se refere à linguagem de programação utilizada na construção de sites na internet.

I

Inbound Marketing: também chamado de “marketing de atração”, trata-se de uma metodologia de marketing que visa construir uma relação próspera e duradoura entre marcas e consumidores, de forma que o sucesso de ambos seja alcançado.

Inside Sales: é um processo onde as vendas da empresa são feitas internamente, ou seja, a equipe de profissionais entra em contato com os possíveis clientes utilizando meios à distância para fazer reuniões de vendas.

J

Jornada de compra: método que procura identificar o momento de compra em que o cliente se encontra. É dividida nas seguintes etapas: reconhecimento, consideração e decisão.

K

Know-how: expressão em inglês que diz respeito ao conhecimento adquirido a partir da experiência e especialização de determinada pessoa ou empresa sobre alguma área, produto ou serviço.

KPI: do inglês Key Performance Indicator, é também conhecido em português como Indicadores-Chave de Performance. Os KPIs são utilizados para medir os esforços de marketing da empresa, e são todas as métricas que indicam resultados reais para ela.

L

Landing Page: ou páginas de destino, dentro de um contexto amplo, são as páginas em que usuários têm acesso após clicar em um link. Para o marketing digital, é uma ferramenta de conversão, onde CTAs são utilizadas para conduzir leads a algum objetivo.

Layout: frequentemente utilizado para se referir a desenhos ou projetos. Em design, refere-se à disposição de elementos visuais em páginas da web.

Lead: são potenciais clientes, ou seja, pessoas que interagiram de alguma forma com a marca, aceitando ceder dados pessoais (como e-mail ou número de celular) em troca de informações ou algum material gratuito oferecido pela empresa.

Lead Scoring: método automático que dá pontuação para os leads captados, visando identificar e qualificar aqueles que possuem maiores chances de converter.

Links Patrocinados: são anúncios pagos em formato de texto objetivo e chamativo, onde anunciantes pagam somente se usuários clicarem no link. Geralmente aparecem no topo das páginas de pesquisa dos buscadores.

Long tail: também traduzido como cauda longa, se refere às palavras-chave formadas por termos longos e mais específicos, e que, portanto, são menos concorridos.

Link Building: estratégia de marketing que consiste no investimento em parcerias com outros sites firmadas através de links externos para melhorar o posicionamento e a relevância do seu próprio site para os buscadores.

LTV: sigla do inglês Lifetime Value Customer, refere-se ao ciclo de vida do cliente com a empresa e o quanto ele gasta com produtos ou serviços oferecidos, durante o período em está interagindo com ela.

M

Marketing de Conteúdo: estratégia de marketing focada na criação de conteúdos que despertem interesse espontâneo no público-alvo. O objetivo é atrair a atenção dos consumidores, de forma que eles criem um relacionamento com a marca.

Metadados: são dados que oferecem informações de outros dados.

Meta descrição: do inglês meta description, é uma pequena descrição que aparece logo abaixo do título de um link nas páginas de resultados. Funciona como um breve resumo do que contém na página, como forma de indicar aos usuários o que será encontrado caso cliquem no link.

Métricas: são medidas que servem para quantificar resultados de estratégias e campanhas de marketing digital, com o objetivo de garantir que os esforços estejam sendo propriamente destinados.

N

Nutrição de Leads: consiste no conjunto de técnicas utilizadas dentro do marketing para fazer com que o lead finalize a sua jornada de compra dentro do funil de vendas.

No follow: técnica utilizada para que os links externos utilizados sejam ignorados pelas ferramentas de buscas na hora de avaliar a autoridade de um domínio.

O

Opt-in: ato de dar permissão em uma conversão e fornecer os dados de contato para receber as notícias de uma empresa por e-mail.

Otimização de sites: conjunto de técnicas que visam melhorar a eficiência e a usabilidade de determinado site. As técnicas de SEO fazem parte desse conceito.

Outbound Marketing: também chamado de prospecção ativa de clientes, consiste em técnicas mais tradicionais de marketing, com abordagens mais diretas de leads que se enquadram no perfil de cliente ideal.

P

Pagamento Social: técnica que consiste em oferecer cupons, e-books, webinars, entre outros benefícios gratuitos para usuários em troca de uma postagem ou algo semelhante que tenha relação com a empresa.

Pagerank: algoritmo utilizado pelo Google que vai de 0 a 10 para definir a posição de um site ou página nos resultados de busca.

Pageviews: é o indicador responsável por mostrar o número de visualizações de uma determinada página, sendo do mesmo usuário ou não.

Palavra-chave: termos utilizados pelos usuários para fazer buscas em plataformas como Google e Bing e que são estudados para otimizar a criação de conteúdo, sites e anúncios.

Persona: conceito criado pelo designer e desenvolvedor Alan Cooper, que visa entender as principais necessidades dos usuários ao utilizar um produto digital. Em marketing digital, a persona é a representação fictícia do cliente ideal de uma empresa.

Press Release: conteúdo feito pela sua marca e distribuído para os canais de comunicação com o intuito de gerar mais visibilidade e mostrar algum produto ou dar uma informação nova para o público.

Prospect: são pessoas, empresas ou instituições que possuem um perfil de compra alinhado com o que uma marca espera de um cliente. Podem ser abordados pela equipe de vendas, já que possuem grandes chances de fechar o negócio.

Prova social: é um gatilho mental utilizado como ferramenta de persuasão no marketing. Funciona como uma comprovação de que o produto ou serviço é bom, já que surge a partir de testemunhos de pessoas que já os utilizaram.

Q

Qualificação de Lead: os leads adquiridos podem estar em diferentes momentos da jornada de compra, e para saber se devem ser se a venda deve ser abordada ou não, é necessário traçar um perfil. Leads que estiverem mais próximos da etapa final da jornada são os que podem ser considerados como qualificados.

R

Reach: termo em inglês que se refere ao alcance das ações de marketing.

Rede de Display do Google: portais e sites parceiros do Google onde são exibidos os anúncios do Google Ads. Campanhas na rede de display podem ser criadas na plataforma de anúncios do buscador.

ROAS: métrica importante para medir o retorno sobre investimento (ROI) de campanhas em mídias pagas.

ROI: do inglês Return Over Investment, também chamado em português de Retorno sobre Investimento, é basicamente o cálculo feito entre os gastos com as campanhas e ações de marketing e a quantidade de ganhos provenientes delas.

Remarketing: tipo de campanha de retargeting no Google Ads que consiste em impactar novamente pessoas que já tiveram contato com determinado anúncio ou site.

Retargeting: anúncios que são direcionados ao usuário após a busca por uma palavra-chave específica ou visita a um ou mais sites com o tema da palavra-chave.

Review: é um tipo de resenha ou análise crítica sobre algum produto, serviço ou outro tipo de conteúdo. No marketing digital, podem entrar na categoria de conteúdo criado pelo usuário (UGC) e servem como prova social.

S

Segmentação de Leads: série de critérios utilizados para a filtrar a base de contatos de uma empresa e, assim, identificar as melhores oportunidades.

SEM: do inglês Search Engine Marketing, é o conjunto de técnicas de marketing digital voltadas para o bom posicionamento nos motores de busca, com a ajuda de SEO e links patrocinados.

SERP: do inglês Search Engine Results Page, que significa “página de resultados do motor de busca”. São as páginas que mostram os resultados a partir das buscas de palavras-chave no Google, Bing, etc.

SEO: do inglês Search Engine Optimization, ou Otimização para os Mecanismos de Busca, é um conjunto de técnicas utilizadas em um site para melhorar o seu posicionamento nos buscadores (Google, Bing, Yahoo!, etc).

Sitemap: arquivo que passa todas as informações referentes aos endereços de acesso para os visitantes e para os buscadores.

Social Commerce: modalidade de comércio eletrônico (e-commerce) que é feita diretamente nas redes sociais.

Soft Bounce: da mesma forma que o Hard Bounce, o Soft Bounce acontece por conta de problemas no servidor do e-mail (E-mail Service Provider ou ESP). A diferença, no entanto, é que no Soft Bounce o erro é temporário e pode surgir devido à caixa de e-mail lotada ou por problemas de instabilidade.

Squeeze Page: Landing Page criada especialmente para capturar e-mails. Através dessa ação, é possível nutrir os leads captados e fidelizar clientes.

T

Taxa de conversão: relação entre usuários que apenas visitam uma página e os que realizam a conversão.

Target: se refere ao público-alvo de uma ação de marketing.

Teste A/B: prova feita com uma página ou campanha com duas versões para estudar o desempenho de ambas e, assim, determinar qual delas possui melhor desempenho.

Tráfego orgânico: é um tipo de movimentação de usuários em sites e páginas na internet que acontece de forma espontânea, ou seja, sem estímulos de anúncios pagos.

Tráfego pago: é gerado a partir de cliques em links patrocinados.

U

User-Generated Content: também chamado de conteúdo UGC ou Conteúdo Gerado pelo Usuário, é um tipo de conteúdo espontâneo e autêntico em que seu desenvolvimento parte do público consumidor da marca.

V

Visitas: representa o número de pessoas que acessam o seu site.

Visitante Único: diferentemente das visitas, os usuários que retornam ao seu site mais de uma vez não são contabilizados novamente, sendo marcados como visitantes únicos.

W

Web Analytics: estudo dos dados oferecidos na internet com o objetivo de melhorar a experiência do usuário nos sites.

Webinar: conteúdo em vídeo criado com o intuito de ensinar algo para o público. Funciona como uma palestra ou workshop, mas é totalmente digital.

WordPress: considerado um dos melhores CMSs por ser gratuito, apresentar diversos recursos e plugins, ter boa usabilidade e favorecer a implementação de técnicas de SEO. Para criação de sites, surge como uma poderosa ferramenta.

Guarde este Glossário de Marketing Digital

Aprender todos os termos utilizados no marketing digital é uma missão e tanto – principalmente se levarmos em consideração que nem mesmo profissionais que possuem anos de experiência conhecem todos os termos utilizados (já que muitos novos surgem a todo momento).

Esperamos que este Glossário de Marketing Digital possa ser uma referência para você todas as vezes que precisar consultar algum termo da área, e que seja uma ferramenta importante e agregadora para o seu conhecimento.

Caso você tenha outras dúvidas, que tal continuar acompanhando nosso blog? Aqui, nós compartilhamos todo o nosso conhecimento e know-how adquirido em mais de 10 anos de experiência no mercado.

E se precisar de uma agência de marketing digital especialista em marketing de conteúdo, SEO, criação de sites, inbound marketing e mais, fale com a gente. A Tupiniquim é uma agência que busca trazer sucesso e grandes resultados para empresas como a sua.

Curtiu este conteúdo? Aproveite e compartilhe com outras pessoas!

Dúvidas Frequentes

O que é SEO?

Do inglês Search Engine Optimization, ou Otimização para os Mecanismos de Busca, é um conjunto de técnicas utilizadas em um site para melhorar o seu posicionamento nos buscadores (Google, Bing, Yahoo!, etc).

O que é Inbound Marketing?

Também chamado de “marketing de atração”, trata-se de uma metodologia de marketing que visa construir uma relação próspera e duradoura entre marcas e consumidores, de forma que o sucesso de ambos seja alcançado.

O que é WordPress?

É considerado um dos melhores CMSs por ser gratuito, apresentar diversos recursos e plugins, ter boa usabilidade e favorecer a implementação de técnicas de SEO. Para criação de sites, surge como uma poderosa ferramenta.

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder