fbpx Skip to main content

O gestor de tráfego é um profissional responsável por organizar, analisar e liberar demandas, estratégias e ações dentro de uma agência para gerar vendas e resultados.

Não basta ter um bom conteúdo em um site, blog ou página de conversão. É preciso que existam visitantes para consumir o conteúdo e que venham a adquirir um serviço ou produto ofertado on-line.

Esse público virtual formado por leitores, seguidores e potenciais compradores constitui a audiência que chega por meio do tráfego, isto é, o fluxo de visitas recebidas, e é essencial para o sucesso de um projeto na internet.

Por isso, o tráfego é de extrema relevância para obter visibilidade na web. São várias as estratégias do marketing digital para vencer essa corrida por um bom nível de tráfego.

A criação de um conteúdo atraente usando as técnicas de marketing de conteúdo e anúncios pagos fazem parte da rotina de um gestor de tráfego pago. Isso porque é extremamente importante gerar tópicos e materiais para o público-alvo para, assim, convertê-los em consumidores efetivos e habituais de negócios on-line.

O tráfego é gerado por meio de anúncios exibidos em outros sites, como buscadores e redes sociais, que redirecionam os visitantes para o site, blog ou landing page do anunciante.

E o gestor de tráfego pago é responsável por gerar conteúdo para diferentes canais online, como sites, redes sociais e e-commerce. Este profissional é analítico e utiliza dados para otimizar a eficácia das estratégias de marketing digital, adaptando-as às necessidades e comportamentos do público-alvo.

Leia o artigo completo para saber mais sobre o que é e quais são as vantagens do tráfego pago e quando e porque contratar um gestor de tráfego pago  para suas campanhas.

O que é tráfego pago?

Tráfego pago, também conhecido como mídia paga ou link patrocinado, é uma estratégia de marketing digital para atrair e redirecionar visitantes e apresentar uma nova marca, produto, serviço ou concluir o processo de vendas.

O meio utilizado para isso são os anúncios publicitários criados em determinadas plataformas. Esses anúncios são contratados e pagos pelas empresas com o objetivo de gerar mais visibilidade para seus domínios na web.

O Google Ads é o exemplo mais conhecido de plataforma de tráfego pago. Por meio dela, as empresas publicam anúncios publicitários com o objetivo de, por exemplo, fazer com que seus sites apareçam nas primeiras posições de resultados apresentados para pesquisas.

Ao fazer uma pesquisa no Google, você provavelmente já reparou que os resultados exibidos no topo da página contêm a palavra anúncio ao lado do endereço do site. Isso significa que esses resultados foram exibidos porque os anunciantes investiram em tráfego pago, além de estarem relacionados à busca.

Assim, ao clicar no resultado anunciado, você é automaticamente redirecionado para o site ou página do anunciante e o objetivo de um gestor de tráfego pago é alcançado com sucesso: levar você até o endereço eletrônico de quem contratou o serviço de anúncios do Google Ads.

Esses anúncios publicitários também podem ser exibidos pelas plataformas de mídia paga em redes sociais como o Facebook Ads, o Instagram Ads e o LinkedIn Ads.

Cabe ressaltar que o anúncio deixa de ser exibido como resultado de busca ou link patrocinado depois de um período determinado, ou quando o valor investido pelo anunciante chegar ao fim.

Qual a diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico?

A principal diferença entre o tráfego pago e o tráfego orgânico é o tipo de recurso aplicado para que eles aconteçam.

No tráfego pago, como vimos, é necessário que seja feito um pagamento a uma plataforma para que um site seja exibido, por exemplo, no topo da página de buscas logo após alguém pesquisar por uma palavra-chave relacionada ao conteúdo da página.

Já na estratégia de tráfego orgânico, um dos principais recursos que você precisa investir é o tempo para pesquisar técnicas e criar um conteúdo interessante que atraia e engaje visitantes de forma natural.

Então, em resumo, o tráfego orgânico não exige investimento financeiro para que um visitante chegue ao site de uma empresa, porque isso acontece espontaneamente e sem que ele clique em um anúncio pago.

O tráfego pago, por sua vez, possibilita que o site da empresa apareça no topo de uma página de pesquisas quando uma palavra-chave atrelada é buscada. Outro exemplo é quando um link é exibido no feed de usuários de redes sociais por meio de anúncios contratados junto à plataforma específica.

Portanto, pode ser bastante interessante e efetivo fazer uso dos resultados mais imediatos que o tráfego pago oferece juntamente com os resultados mais duradouros trazidos pelo tráfego orgânico. 

Assim, pode-se diversificar as estratégias que objetivam aumentar a capacidade de atrair visitantes para um determinado endereço eletrônico.

Quais as vantagens do tráfego pago?

Uma das principais vantagens de fazer uso do tráfego pago é a velocidade do resultado que ele traz. Diferente do tráfego orgânico, o tráfego pago não exige muito tempo de aprendizado para criar sites mais otimizados por meio de estratégias como SEO, por exemplo.

Por isso, negócios que contam com um gestor de tráfego pago podem otimizar tempo e resultados adotando essa estratégia para atrair audiência, além de traduzir os números em informações valiosas para a empresa.

Assim, o tráfego pago é ideal para organizações que não possuem recursos humanos disponíveis ou não podem esperar pelo tempo necessário que o tráfego orgânico exige para a criação de conteúdo atrativo com base nas várias técnicas existentes.

Basta entender as particularidades de cada plataforma de anúncio disponível e escolher a que melhor supre as necessidades e se adequa ao perfil do negócio.

No caso de buscadores como o Google, ter anúncios entre os principais resultados é eficaz, pois, em geral, os usuários fazem pesquisas porque possuem um problema ou desejo e buscam uma solução. 

Portanto, trata-se de um lead que já está na última fase do funil de vendas e utilizar palavras-chave eficientes aumentará ainda mais a taxa de conversão.

Além de aumentar a taxa de conversão, um outro benefício do tráfego pago é que ele melhora a reputação do anunciante para ranqueamento na internet.

Isso acontece com base no tempo que os usuários passam no site ou página para onde foram redirecionados, mostrando para o Google que o resultado anunciado foi útil, aumentando o nível de relevância e confiabilidade do conteúdo em futuras pesquisas feitas no buscador.

Como o tráfego pago funciona?

Existem algumas opções para mensurar, gerenciar e contratar os anúncios e links patrocinados exibidos pelas plataformas de tráfego pago.

No método do Custo Por Clique (CPC), o contratante paga apenas quando os anúncios forem efetivamente clicados. O CPC é recomendado para empresas que querem gerar tráfego real para seus sites e que já tem um valor definido para investir nessa estratégia.

Também há o Custo Por Mil Impressões (CPM) que remunera a plataforma a cada mil ocorrências de impacto gerado pelo anúncio. É recomendado para empresas que buscam mais visibilidade e desejam que os anúncios sejam exibidos com mais frequência para posicionar e apresentar uma marca aos usuários.

Existem ainda o Custo por Aquisição (CPA), a soma dos investimentos feitos em marketing e vendas dividida pelo número de clientes captados em um período, e o Custo por Visualização (CPV), em que o pagamento é feito com base no número de reproduções de um vídeo.

É importante salientar que os anúncios são posicionados nos sites, buscadores e redes sociais de acordo com lances dados pelos anunciantes em um leilão realizado na plataforma escolhida.

Quais são as principais plataformas que um gestor de tráfego pago trabalha?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o tráfego pago, vamos conhecer as características e as particularidades das principais plataformas de anúncios?

Google Ads

Anteriormente chamada de Google Adwords, o Google Ads é a plataforma de anúncios que são exibidos em resultados para pesquisas feitas no principal site de buscas do planeta: o Google.

Além dos anúncios em resultados de pesquisas, o Google Ads também possibilita a realização de testes A/B para identificar o nível de adequação de um anúncio em relação ao público-alvo pretendido, anúncios no Gmail, na Play Store e de Display como, por exemplo.

A plataforma de anúncios do Google permite ainda que o público-alvo seja segmentado com base em critérios como a localização geográfica e a faixa etária dos usuários. Isso garante uma alta qualificação do tráfego e uma seleção criteriosa da audiência.

O Google Ads também entrega relatórios que contêm informações sobre as métricas das campanhas para possibilitar a análise do desempenho das ações.

YouTube Ads

Na plataforma de tráfego pago do maior site de vídeos do mundo, os anúncios são exibidos antes ou durante as reproduções de vídeos de um canal ou como sugestão. Como o YouTube é parte do Google, a plataforma YouTube Ads também está integrada ao Google Ads.

Facebook Ads e Instagram Ads

Empresas do conglomerado Meta, o Facebook e o Instagram são duas redes sociais que estão entre as mais populares do mundo e que possuem bilhões de usuários.

O Facebook Ads realiza o tráfego pago no site, no aplicativo do próprio Facebook, no Messenger, no WhatsApp e em ligações. A grande quantidade de informações disponibilizadas pelos usuários dessa rede social oferece a possibilidade de personalização do público-alvo com uma grande variedade de combinações de critérios.

Com o Instagram Ads, é possível exibir anúncios entre as publicações de fotos e vídeos no feed, nos Stories ou no Instagram Shopping. Também pode-se patrocinar posts que serão exibidos para uma parcela segmentada de usuários.

A plataforma conta com a função “público semelhante” que permite a sugestão de usuários com perfis parecidos, com base em avaliação de suas informações em comparação a uma lista de outras pessoas com características similares de leads, ou seja, clientes potenciais.

LinkedIn Ads

A mais conhecida rede social de profissionais também conta com sua plataforma de propaganda para gerar tráfego pago. O LinkedIn é uma rede social para quem busca oportunidades de carreira, desenvolvimento e negócios e, por isso, sua plataforma de anúncios é bastante indicada para negócios B2B.

Por que contratar um gestor de tráfego pago?

Um gestor de tráfego pago é fundamental para a sua empresa por várias razões. Em primeiro lugar, ele garante que seu investimento em publicidade seja direcionado de forma eficaz, maximizando o retorno sobre o investimento. 

Logo, ao analisar dados, ele pode otimizar a experiência do usuário, identificando padrões de comportamento e ajustando estratégias para aumentar as conversões. Além disso, o profissional consegue encontrar oportunidades de crescimento, como novos mercados ou estratégias mais eficazes.

Agora que entendemos as funções de um gestor de tráfego, vamos explorar por que esse serviço é essencial para o seu e-commerce:

Redução de Custos

O marketing digital oferece a vantagem de analisar métricas, direcionando investimentos para públicos com maior potencial de retorno. O gestor de tráfego pago analisa personas, facilitando o direcionamento de anúncios para consumidores com maior probabilidade de compra.

Descoberta de Oportunidades

A análise de métricas permite ao gestor de tráfego pago identificar novas oportunidades, como públicos anteriormente não considerados. Isso não apenas aumenta as receitas, mas também impulsiona inovações e estratégias em diversos aspectos do negócio.

Maior Alcance

O anúncio tem um potencial de alcance que, sem a gestão adequada do tráfego, não é totalmente explorado. A gestão eficaz direciona anúncios para um público relevante, aumentando seu alcance e aproveitando melhor os recursos investidos.

Otimização dos Anúncios

Identificar o tipo de anúncio mais eficaz para o negócio pode ser desafiador. O gestor de tráfego pago conduz testes A/B para determinar o tipo de conteúdo que melhor ressoa com o público-alvo, otimizando assim a estratégia de anúncios.

Vale a pena contratar um gestor de tráfego pago?

A resposta é sim e vamos te explicar o motivo. Fazer a gestão do tráfego pago e encontrar oportunidades, novas abordagens e entender o comportamento do consumidor não é uma tarefa fácil.

A história da Casa dos Filtros é um exemplo inspirador de superação e sucesso no mundo digital. Enfrentando desafios significativos ao buscar expandir sua presença online e impulsionar as vendas de seus produtos, a empresa se viu diante de um cenário desafiador.

Por meio de uma parceria estratégica e integrada com a Agência Tupiniquim, a empresa encontrou as soluções necessárias para superar esses obstáculos e alcançar resultados excepcionais. 

O desenvolvimento de anúncios visuais e textuais, combinado com a otimização de campanhas de Google Ads, foi fundamental para destacar os valores da marca e atrair uma nova base de clientes.

Os resultados falam por si: um aumento notável no faturamento mensal, maior visibilidade on-line, conversão de leads e um reforço significativo no posicionamento da marca. Essa colaboração não apenas trouxe benefícios financeiros tangíveis, mas também solidificou a marca como líder em seu setor.

Uma agência especialista em tráfego pago auxilia na definição do público-alvo e das melhores estratégias a serem utilizadas de acordo com o perfil do negócio da empresa.

Presente no mercado há mais de 11 anos, a Tupiniquim é uma agência de marketing digital especialista em plataformas como o Google Ads que presta assistência e auxilia empresas a traçarem a melhor estratégia para otimizar e ampliar a presença delas no ambiente on-line.

A colaboração entre a Casa dos Filtros e a Agência Tupiniquim é um exemplo claro dos benefícios dessa parceria estratégica. Através do trabalho conjunto, foi possível superar desafios e alcançar resultados excepcionais, fortalecendo a presença da marca no mercado digital.

Veja nosso Case de Sucesso completo:

Otimização de anúncios em uma campanha de Google Ads.

E se curtiu o artigo, aproveite para compartilhá-lo com outras pessoas!

Dúvidas Frequentes

O que é tráfego pago?

O tráfego pago é uma estratégia de marketing digital que utiliza anúncios e links patrocinados em buscadores e redes sociais para direcionar visitantes para sites, páginas de conversão, e-commerces etc.

Qual a diferença entre tráfego orgânico e tráfego pago?

O tráfego orgânico obtém visitantes de forma espontânea e foca em um conteúdo atraente utilizando técnicas como SEO. Já o tráfego pago faz uso de anúncios publicitários em sites, blogs e redes sociais para redirecionar o fluxo de visitantes para o endereço eletrônico das empresas anunciantes.

Como funciona o tráfego pago?

Os anúncios são contratados e criados por meio de plataformas como, por exemplo, o Google Ads e o Facebook Ads. Depois disso, esses anúncios publicitários são exibidos por um período determinado como resultados de pesquisas feitas por usuários em buscadores ou como links patrocinados no feed de redes sociais.

Quando devo considerar a contratação de um gestor de tráfego para meu e-commerce?

Você deve considerar a contratação de um gestor de tráfego quando perceber que está tendo dificuldades para atrair visitantes qualificados para seu site, otimizar suas campanhas de marketing digital ou interpretar e agir com base nos dados analíticos disponíveis. Um gestor de tráfegopode ajudar a maximizar o desempenho do seu e-commerce e alcançar seus objetivos de negócio.

Web Stories:

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
reCaptcha v3
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder
4 cases de Branding criados pela Tupiniquim 4 benefícios do Google Ads para advogados 5 dicas de como usar o Google Ads para advogados 4 estratégias para aplicar os Gatilhos Mentais 4 benefícios das métricas de redes sociais 5 exemplos de métricas de redes sociais 5 curiosidades sobre Gatilhos Mentais 4 sites em WordPress criados pela Agência Tupiniquim 5 vantagens de um site em WordPress 5 exemplos de storytelling 5 tipos de storytelling 4 benefícios do storytelling 3 exemplos de Rebranding 5 fatores que justificam o Rebranding 5 benefícios do Rebranding Mídia Kit para as 3 principais redes sociais 6 passos para criar um Mídia Kit 5 motivos para criar um Mídia Kit 5 motivos para fazer um curso de vendas 3 Dicas para escolher o melhor curso de vendas