fbpx
Você já deve ter escutado o termo “semântica” em uma aula de português ou em algum vídeo sobre linguagem, mas o que talvez você não saiba é que a semântica existe no Google também.

A busca semântica no Google é a responsável por ajudar o motor de busca a interpretar e compreender o contexto das palavras-chave, assim como a intenção de busca do usuário. Ela está ligada às estratégias de SEO e pode impactar positivamente o posicionamento do seu negócio no maior buscador do mundo.

O objetivo do Google é organizar as informações, torná-las acessíveis para todos e melhorar a experiência dos usuários. Dessa forma, podemos dizer que o Google está se preocupando cada vez mais com o campo semântico.

Se o buscador está cada vez mais semântico, será que você precisa mudar a forma como produz os seus conteúdos?

Descubra neste artigo como o campo semântico pode influenciar o ranqueamento dos seus textos e como você pode usar a semântica ao seu favor na hora de criar bons conteúdos.

Navegue e saiba mais sobre a semântica no Google

O que é SEO On Page?

Antes de entrarmos no universo da semântica do Google, vamos te explicar o conceito de SEO On Page.

O SEO On Page é um dos pilares das técnicas de SEO que se trata de um conjunto de estratégias de otimização de site para o mecanismo de busca. Essas otimizações levam em consideração alguns critérios para que a sua página seja bem posicionada no Google.

Essa estratégia é uma tática de otimização de conteúdo e das páginas do seu site. Isso inclui a utilização adequada de palavras-chave no título e subtítulo, descrição de imagens do texto, URLs apropriadas, links que direcionam para outras páginas dentro do seu site e outros elementos.

Se você quer saber mais sobre o Search Engine Optimization (SEO), leia o artigo: O que é SEO? Saiba como alcançar o topo do Google com essa técnica de marketing digital

Veja a checklist dos pontos que são levados em consideração pelo SEO On Page e podem melhorar os resultados do seu marketing digital.

  • Title Tag (título da página);
  • Palavra-chave;
  • Meta Description;
  • URL (endereço da página);
  • Tamanho;
  • Descrição de imagens;
  • Links internos.

É muito importante fazer um acompanhamento recorrente desses elementos na sua página e garantir que o seu conteúdo esteja dentro dos padrões de otimização.

Agora que você já sabe alguns pontos da sua página que precisam de atenção, vamos te apresentar técnicas de semântica que vão fazer a diferença no seu conteúdo.

O que é semântica?

Semântica é a parte da linguística que estuda o significado e a interpretação das palavras, frases ou expressões, levando em consideração o contexto. Refere-se à ciência que analisa os diferentes sentidos das palavras nos enunciados ao longo do tempo.

Você deve estar se perguntando: “Por que isso é importante para o Google?”. Calma, vamos explicar!

O filósofo Ferdinand de Saussure com suas elaborações teóricas proporcionou o desenvolvimento da linguística enquanto ciência autônoma.

Com o estudo da linguística, Saussure entendeu que as pessoas não falam com toda formalidade gramatical. Então, ele apresentou termos como sintagma, paradigma, significado e significante para representar as falas diárias das pessoas.

Dessa forma, a semântica no Google se torna importante porque os algoritmos do Google são atualizados constantemente com o objetivo de fazer o buscador compreender as palavras e entregar os melhores resultados de acordo com a intenção de busca do usuário.

Hummingbird e RankBrain

O Hummingbird (2013) foi a primeira atualização do algoritmo que transformou o Google com as mudanças de pesquisa semântica. À partir dessa atualização, não foi mais necessário inserir exageradamente palavras-chave no seu conteúdo digital, pois o buscador compreendia outros elementos como sinônimos, localização e contexto das palavras buscadas.

O RankBrain (2015) foi a segunda atualização do algoritmo com a utilização de semântica. É considerado um fator de ranqueamento que ajuda o Google a interpretar as palavras e fornecer resultados mais relevantes para os usuários.

Latent Semantic Indexing (LSI)

A Indexação Semântica Latente (LSI) tem como objetivo fazer o Google compreender todo o contexto da busca através das palavras utilizadas.

O campo semântico ajuda o buscador a encontrar com mais facilidade resultados de pesquisas naturais. Isso acontece porque a semântica no Google entende que os usuários pesquisam por termos mais próximos à linguagem informal (falada) do que a formal (escrita).

Como Funciona o LSI?

Com as novas práticas de SEO, o exagero de palavras-chave já não é sinônimo de um conteúdo otimizado. Então, evite o keyword stuffing (excesso de palavras-chave) para não prejudicar as suas estratégias de SEO.

A Indexação Semântica Latente leva em consideração elementos que vão enriquecer o seu texto, como sinônimos, frases organizadas e palavras contextualizadas.

Para gerar bons resultados dentro do LSI é preciso produzir conteúdo de qualidade, que seja relevante e criativo.

Para isso, existem algumas dicas básicas que podem melhorar a produção dos seus conteúdos online:

  • Otimize os seus títulos H1, H2 e H3, incluindo palavras-chave neles;
  • Utilize o mecanismo de busca para encontrar as palavras adequadas para o seu conteúdo;
  • Nada de plágio! Crie conteúdos originais;
  • Crie uma estratégia de conteúdo e coloque em prática;
  • Entenda o que as pessoas estão buscando no Google e compreenda o tipo de linguagem que está sendo utilizada.

Não se esqueça que aperfeiçoar a sua estratégia de SEO e marketing digital é fundamental para fazer a diferença nos resultados do seu site.

Você pode contar também com a ajuda de uma agência de SEO para que o seu site esteja sempre amigável com o Google.

O que é busca semântica no Google?

Com as atualizações Hummingbird e RankBrain, o Google passou a considerar não só as palavras-chaves, mas também outros elementos que levam o buscador a compreender o contexto em que está inserido o termo que estava ou está sendo pesquisado.

A busca semântica no Google vai muito além do que apenas identificar e ranquear palavras-chave em uma página. Ela garante que o mecanismo de busca interprete o contexto e a intenção do usuário. Vamos a um exemplo prático:

Se você pesquisar “como funciona a busca semântica?”, a sua palavra-chave é “busca semântica, certo?

Se os algoritmos do Google só levassem em consideração o termo principal, talvez você não teria resultados tão bons quanto esperava. Porém, graças à semântica, o mecanismo de busca analisa todo o contexto da frase inserida no campo de pesquisa. Logo, é apresentado resultados mais precisos, completos e de qualidade.

É de extrema importância criar conteúdos digitais com clareza e que sejam capazes de sanar todas as dúvidas do pesquisador.

Quais os benefícios da busca semântica?

O maior beneficio da busca semântica é garantir uma melhor experiência para o usuário. Mesmo que o pesquisador não deixe claro para o buscador o que ele realmente procura, o mecanismo de busca faz correlações dos conteúdos das páginas e traz resultados que atendam melhor a intenção de busca do usuário.

Dessa forma, o usuário pode até usar termos como apelidos de cidades. Por exemplo, se você digitar “Cidade do Ventos”, o Google entenderá que a intenção da sua pesquisa é saber mais sobre a cidade de Chicago.

Uma outra vantagem da busca semântica é o ranqueamento de qualidade – e sabe qual é o melhor? Você não precisa se preocupar com o excesso de palavras-chave para ranquear melhor no Google. É claro que elas continuam sendo essenciais, mas não é necessário se prender apenas nelas.

Então, se deseja aparecer nos primeiros resultados de busca, produza conteúdos relevantes, aprofundados e que estejam alinhados com aquilo que o pública busca.

Como usar a busca semântica na produção de conteúdo?

Como já vimos, o Google mudou a forma de apresentar os melhores resultados. Agora os resultados são exibidos de acordo com os elementos que a busca semântica identifica.

O campo semântico considera termos como sinônimos, variações de palavras, localização e buscas realizadas anteriormente. Por isso, vamos te mostrar alguns pontos essenciais para a sua estratégia de marketing de conteúdo. Veja a seguir:

Conteúdo de qualidade

Adotar técnicas de SEO, ter conhecimento em busca semântica e criatividade é o ponto chave para a produção de conteúdos memoráveis.

Produzindo conteúdos de qualidade você tem um grande potencial de se tornar uma autoridade dentro do ramo da sua empresa e poderá aparecer nas melhores posições da SERP (página de resultados), alcançando potenciais clientes.

Identifique as palavras-chave que o seu público-alvo está buscando e procure entender a busca. Lembre-se que produzir conteúdos só com palavras-chave espalhadas no texto desordenadamente pode não ser agradável para o leitor.

Defina os termos relacionados às palavras-chave para que você consiga produzir conteúdos relevantes.

Tire as dúvidas do seu público-alvo

Desenvolva conteúdo direcionado que responda às perguntas da sua persona. Não adianta produzir bons conteúdos se não atender ao que o usuário busca.

Por isso, é importante desenvolver estratégias de conteúdo e  usar ferramentas que auxiliam na escolha de palavras-chave mais adequadas.

Assim você consegue criar conteúdos completos, satisfatórios e capazes de tiras as duvidas do publico- alvo.

Crie conteúdos voltado para pessoas

Na semântica do Google, o seu foco precisa ser nos usuários. É importante pensar no mecanismo de busca também, mas o Google prefere quando o conteúdo é de fácil compreensão para o leitor. Portanto, produza conteúdos objetivos, claros, com frases simples e com uma linguagem natural.

Lembre-se dos estudos de Saussure, que através dos seus estudos de linguística entendeu que as pessoas pesquisam da forma que elas falam e a semântica trabalha justamente com isso.

Insira links internos

Links internos são aqueles que direcionam o usuário para uma outra página ou artigo do seu próprio site. Eles são importantes para aumentar a autoridade do site.

Inserir links internos no seu texto indica para o Google que você possui outros conteúdos e realmente entende daquele assunto. Isso torna a leitura muito mais interessante e melhora a experiência do usuário.

Agora que você já sabe como a semântica no Google funciona, que tal colocar o conceito em prática nos seus conteúdos?

Esperamos que esse post tenha ajudado você a compreender o campo semântico e a entender a importância da semântica na hora de produzir um texto.

Como vimos nesse artigo, o foco deve ser sempre em fornecer os melhores conteúdos e a melhor experiência para o usuário. Sendo assim, você garante que o seu site seja relevante para o mecanismo de busca, além de proporcionar um conteúdo memorável para os leitores.

Se você ainda não sabe como produzir conteúdo nos padrões semânticos, fale conosco! Somos uma agência especialista em SEO e podemos te ajudar a atrair mais pessoas para o seu blog, o que eventualmente te trará muito mais clientes.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe este post com seus amigos!

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder