fbpx

Você provavelmente já sabe da importância de se conquistar um bom posicionamento no meio digital, mas como fará isso? O melhor caminho é criar um planejamento estratégico de marketing digital!

Se você começou um negócio a pouco tempo e está preocupado porque ainda não está vendo resultados, já parou para pensar no que pode estar atrapalhando? O que precisa ser feito para mudar essa situação?

Muitos empreendedores que iniciam um novo negócio já querem logo de cara atingir bons resultados. Porém, se não tiverem um bom planejamento, a chance de se frustrar e pensar em desistir é muito grande. E, diferentemente do que muitos pensam, isso não acontece apenas porque o mercado está saturado.

A solução para esse problema está em criar um Plano de Marketing Digital. Imagina que você está indo viajar com a sua família de carro e está a 120KM/H. Você não sabe muito bem o caminho para chegar ao seu destino. Diante desse cenário, pense no que vale mais: a velocidade ou a direção?

Em uma empresa não adianta mobilizar grandes esforços com rapidez sem antes traçar os objetivos que você deseja atingir e saber qual caminho trilhará para que eles se concretizem. O Plano de Marketing Digital é o guia para alcançar as metas que deseja.

Aqui, vamos te ensinar detalhadamente a criar a estrutura de um Plano de Marketing Digital eficiente para a sua empresa com dicas e exemplos do que deve ser feito. Vamos lá?

Navegue e saiba tudo sobre o Plano de Marketing Digital

O que é o Plano de Marketing Digital?

O Plano de Marketing Digital é um documento na onde serão registradas algumas informações, como objetivos, concorrentes, indicadores, personas e outras que também são importantes e vamos ver mais a frente.

Esses elementos que vão compor o seu Plano de Marketing Digital, que é a base para que as suas estratégias deem certo e gerem bons resultados. O PDM tem que ser preciso, claro e simples.

É preciso ter em mente que o Plano Estratégico de Marketing Digital não é um contrato de garantia afirmando que você terá resultados rápidos.

Lembra do exemplo de direção e velocidade? O Plano de Marketing Digital vai te direcionar a fazer as melhores escolhas para obter os melhores resultados – sejam eles a curto, médio ou longo prazo.

Veja a Checklist de informações para o seu Plano de Ação de Marketing Digital

Defina as suas ofertas: qual é o foco da empresa? O que ela está comercializando?

Defina as suas personas: qual é o público-alvo? Quem são os seus clientes ideais?

Defina palavras-chave: quais são os termos mais apropriados para o modelo do seu negócio? Quais termos possuem mais volume de buscas?

Defina os seus concorrentes: quem são eles? O que eles estão fazendo e sobre o que estão falando?

Por que fazer um Plano de Marketing Digital?

Ao começar um trabalho nos meios digitais, você já sabe que precisa adotar estratégias nas redes sociais, sites e blogs, certo?

O Plano de Marketing Digital vai ser importante para te auxiliar na escolha das melhores ações para a sua empresa. Você pode pensar “Ah, vou usar as redes socais para expor os meus produtos ou serviços”. Mas, de que forma isso será feito? Vai fazer campanhas? Vai produzir conteúdo educativo?

Esses questionamentos devem ser respondidos no seu Plano de Marketing Digital e devem estar alinhados com objetivo estratégico da empresa. Então, o objetivo da empresa é atrair mais visibilidade ou aumentar as vendas nas redes sociais?

O PDM é muito mais do que apenas um simples documento. Ele é uma ferramenta de gestão de marketing e serve como um guia não só para os gestores, mas também para que toda a equipe fique por dentro dos objetivos da empresa e saibam de que forma eles serão realizados.

Sendo assim, será muito mais fácil desenvolver um trabalho mais alinhado com os colaboradores, com estratégias sustentáveis e duradouras e enxergando as oportunidades de se gerar bons resultados

Vale ressaltar que movimento é diferente de ação. Então não adianta ter um bom planejamento se ele for não for colocado em prática.

Como fazer um Plano de Marketing Digital

Nesse material, vamos te mostrar o passo a passo para construir um Plano de Marketing Digital completo. Antes disso, veja os pontos principais para começar a fazer o seu plano:

  • Trace metas e objetivos por um determinado período;
  • Descreva o que fará para alcançar essas metas;
  • Tenha clareza nos números que deseja atingir no seu funil de vendas de marketing digital;
  • Saiba onde a sua empresa está inserida na competição do mercado e quem é o público-alvo;
  • Faça o controle dos seus investimentos;
  • Crie um mapeamento do que foi proposto para revisar e avaliar posteriormente;
  • Mantenha todos da equipe cientes dos objetivos e ações da empresa e o papel que cada um vai executar.

Passo a Passo de um Plano de Marketing Digital

Agora, vamos mostrar a estrutura mais completa de um Plano de Marketing Digital. Acompanhe cada etapa desse plano estratégico para aplicar na sua empresa e conquiste resultados muito mais expressivos.

1.Descrição do mercado

Como listamos anteriormente, um dos pontos principais para construir um Plano de Ação de Marketing Digital é conhecer muito bem o cenário em que sua empresa está inserida. É possível fazer isso através de diagnósticos, pesquisas, análises e muito estudo.

Para que isso seja feita de forma efetiva, sugerimos que você faça uma análise muito conhecida no marketing: a análise SWOT ou análise FOFA.

A Análise SWOT é dividida em 4 fatores, sendo eles: fatores internos, externos, positivos e negativos. Esses são os pontos centrais que vão te ajudar a identificar o que está impedindo a sua empresa de prosperar e as possibilidades de se gerar bons resultados.

Essa análise também define pontos do planejamento estratégico utilizando 4 pilares. É o que vamos ver com mais detalhes agora:

Fatores Internos

Forças: descreva qual é a força que a sua empresa possui. Quais são os seus diferenciais? O que te destaca no mercado ou dos seus concorrentes?

Fraquezas: aqui você vai descrever os pontos negativos da sua empresa, como não possuir um site responsivo ou ter problemas com as vendas online.

Fatores externos

Oportunidades: as oportunidades são os pontos positivos, mas que não se tratam diretamente da sua empresa e sim de fatores externos do mercado. Aqui, você pode colocar a formação de novas parcerias e o crescimento dos negócios no mercado digital, por exemplo.

Ameaças: as ameaças também estão relacionadas aos fatores externos, que podem, de alguma forma, prejudicar o seu negócio e estão além do seu controle, como uma crise econômica no país, por exemplo.

A Análise SWOT é extremamente importante para você ter uma visão geral da sua empresa e do mercado.

Depois de preencher todas as informações necessárias, é preciso identificar as fraquezas e ameaças que podem ser contornadas utilizando caminhos alternativos, além de destacar as forças da sua empresa e explorar as oportunidades do mercado.

Essa etapa é só o começo do seu Plano de Marketing Digital e vai ser muito útil quando você definir os objetivos e ações.

2. Definição de Personas

Antes de falarmos sobre as personas, vamos te apresentar um outro conceitoo Ideal Customer Profile (ICP)

O Ideal Customer Profile ou ICP tem como objetivo reunir informações para construir o seu consumidor ideal. Para identificar o perfil ideal dos seus clientes, é levado em consideração dados como: engajamento e interação com a marca, frequência de compra, se os seus produtos ou serviços suprem as necessidades do cliente, ticket médio e outros.

Faça o mapeamento dessas informações e crie uma lista dos principais consumidores da sua empresa. O cliente perfeito é aquele que reconhece o valor da empresa, é engajado, participativo, elogia a equipe, que honra com os prazos e pagamentos e que ainda indica os produtos ou serviços da empresa para outras pessoas. Esses são os clientes leais e que podem ser considerados um Ideal Customer Profile (consumidor ideal)

Perceba que os dados coletados para indicar o ICP não estão relacionados com informações demográficas como idade, estado civil, formação acadêmica ou cargo. Tratam-se de clientes mais específicos.

Defina a sua Persona

A persona é um personagem fictício que representa o cliente ideal da sua empresa.

Para encontrar a sua persona, será necessário fazer perguntas aos seus potenciais clientes e identificar pontos importantes como desejos, medos, anseios, hobbies, interesses, maiores dificuldades, desafios e problemas.  Identifique também informações demográficas como gênero, idade, formação, profissão, renda e localização.

Feito o primeiro passo, o próximo é usar ferramentas como o Google Analytics para complementar as informações da sua persona. Esse recurso é útil para buscar informações demográficas e de navegação dos usuários que visitam o seu site.

Após seguir esses passos, você possivelmente já sabe quem é a sua persona ou as suas personas, caso tenha identificado perfis diferentes de potenciais clientes.

A construção de personas vai te auxiliar na criação dos conteúdos certos para as pessoas certas. Sem uma persona podem existir falhas na sua comunicação com público. Já imaginou oferecer conteúdos sobre hambúrguer e churrasco para uma pessoa que é vegana? Com toda a certeza isso não fará sentido nenhum para ela.

Jornada de Compra

Além da importância de saber qual conteúdo produzir e para quem será direcionado, é importante saber qual o melhor momento para um determinado conteúdo ser ofertado. Você pode se basear em um dos conceitos mais explorados dentro do Inbound Marketing: a Jornada de Compra

A Jornada de Compras do Consumidor vai te ajudar a entender o tipo de conteúdo que deve ser oferecido em cada estágio de interesse do cliente. Você vai acompanhar toda a trajetória do seu potencial cliente desde a descoberta e reconhecimento do problema, passando pela consideração da solução até chegar na decisão de compra.

Dessa forma, você não se perde no seu Plano de Marketing Digital, traça estratégias de conteúdos mais assertivas e ainda melhora o relacionamento com os consumidores.

3. Identifique os seus concorrentes

No Marketing Digital, queremos sempre nos manter por perto dos nossos parceiros, não é mesmo? Porém, é extremamente importante fazer isso com a concorrência também e acompanhar os que eles estão fazendo.

Analisar a sua concorrência te proporciona grandes aprendizados e aumenta as chances de crescimento no mercado. Conheça muito bem quem são os seus concorrentes diretos e indiretos. Para te ajudar, encontre as respostas para essas perguntas: quem são eles? O que estão fazendo? Quais estratégias estão abordando? Sobre o que estão falando?

Utilizando ferramentas como o SEMRush, você consegue obter relatórios detalhados sobre os seus concorrentes. Como:

  • O que eles estão oferecendo;
  • Quais tipos de conteúdos estão abordando e em quais canais;
  • Qual a posição que eles estão inseridos;
  • Quem é o público-alvo deles.

Monitorar os movimentos e ações dos seus concorrentes é uma forma de se espelhar naquilo que está dando certo e saber o que precisa ser feito para inovar.

4.Metas e Objetivos

Para definir as suas metas e objetivos, as etapas anteriores precisam estar muito claras, pois é com base nas informações extraídas anteriormente que você conseguirá traçar os objetivos certos.

Lembre que para chegar ao destino correto, é preciso saber qual caminho seguir e qual a direção certa. Com os seus objetivos não será diferente. Para aumentar as chances, utilize a estratégia SMART:

Quando o seu Plano de Marketing Digital estiver alinhado a essa estratégia, toda a equipe da empresa poderá ter clareza dos objetivos que precisam ser atingidos e dedicarão esforços para que eles sejam conquistados coletivamente.

Estabeleça metas e o período para que elas sejam atingidas. Assim, será possível utilizar métricas e indicadores para analisá-las posteriormente.

5.Mix de Marketing

Possivelmente você já deve ter ouvido falar sobre os 4PS do Marketing (produto, preço, praça, promoção). Essa é uma das estratégias que também devem compor o seu Plano de Ação de Marketing Digital. Ela é responsável por divulgar uma solução, marca ou empresa, atrair clientes e vender mais.

Vamos abordar uma variação desse conceito: os 5PS do marketing. A única diferença é que foi acrescentado o quinto elemento, que são as pessoas. Vamos ver cada um com mais detalhes:

Produto: os produtos ou serviços podem ser considerados as soluções que a sua empresa oferece para o público. Pensando nisso, precisam ser soluções de qualidade, úteis e que atendam às necessidade do cliente.

Preço: para determinar o valor do produto, vai ser preciso manter um equilíbrio entre os custos e despesas da empresa, além de comparar os preços que os seus concorrentes oferecem por um produto semelhante ao seu.

Não coloque um preço exorbitante só porque as contas no final do mês são altas. Da mesma forma, não deixe o produto desvalorizado só porque a concorrência assim o faz. Valorize a sua marca e obtenha um lucro justo.

Praça: a praça é o PDV do seu negócio, ou seja, o ponto de vendas. Para se aplicar ao Marketing Digital, o seu ponto de vendas pode ser uma rede socal (ex. Instagram shopping e a Loja do Facebook), um site ou uma página dentro de um e-commerce. Para definir o melhor canal, é importante identificar onde a sua audiência está. Vale também analisar os pontos de vendas dos seus concorrentes para saber como diferenciar o seu ponto do deles.

Promoção: ao contrário do que muitos pensam, a promoção não está relacionada ao desconto de um produto. Nos 5Ps do Mix do Marketing, a promoção é o elemento que vai fazer o seu produto ser reconhecido pelo público. Afinal, se ele não é visto, não é vendido.

Aqui você deve pensar qual é o melhor lugar para divulgar os seus produtos, qual o melhor formato de divulgação e em quais momentos o produto deve ser ofertado para clientela. Se baseie na Jornada de Compras dos seus clientes para encontrar as respostas certas.

Pessoas: o quinto elemento do Mix do Marketing deve contemplar o público interno e o externo. É preciso focar não somente nos clientes, mas também nos colaboradores que fazem parte da sua empresa. Entender o papel que cada funcionário exerce vai melhorar a abordagem, fazendo com que bons atendimentos surjam e os clientes tenham boas experiências com a sua marca. Consequentemente, a sua empresa será bem-sucedida. Pense nessas perguntas:

  • Quais são as equipes envolvidas na divulgação dos produtos e serviços?
  • O quanto cada um sabe das propostas e objetivos da empresa?
  • De que forma contribuem para que as metas sejam alcançadas?
  • Qual a expectativa do potencial cliente em relação ao que a sua empresa oferece?

Os 5Ps do Marketing Digital são estratégias que contribuem para o bom desenvolvimento do seu negócio e que geram resultados expressivos. Utilizando o Mix do Marketing, você tem uma orientação clara e não fica perdido nas ações que devem ser executadas. Com um bom planejamento, você evita ter possíveis dores de cabeça.

Utilizando as informações dos tópicos anteriores, o seu Mix do Marketing poderá ser formado com mais facilidade e te ajudará a desenvolver as próximas ações.

6. Defina os canais e o plano de ação

Chegou o momento de dar vida ao que foi planejado anteriormente. Até chegar nessa etapa você já fez a sua análise de mercado, descobriu suas personas e seus concorrentes, traçou objetivos e aprendeu a como colocar a sua marca no mercado através do Mix do marketing.

Portanto, chegou o momento de colocar as ações em práticas. Um dos grandes diferenciais do Marketing Digital é a sua adaptação aos mais diversos tipos de negócio e as diferentes plataformas digitais que podem ser utilizadas. Isso não significa necessariamente que você precisa estar presente em toda elas.

Não adianta querer estar em todos os canais e não conseguir se dedicar a nenhum. Sendo assim, cabe a você, empreendedor identificar qual a melhor estratégia de abordagem para o seu tipo de empresa. Para facilitar a sua escolha separamos alguns exemplos para você inserir no seu Plano Estratégico de Marketing Digital:

Materiais ricos

Os materiais ricos são iscas digitais que te ajudam a obter resultados significativos e são uma ótima opção para inserção nas estratégias do Plano de Marketing Digital da sua empresa.

Se o seu objetivo é fazer a conversão de leads, os materiais ricos se tornarão os aliados perfeito para isso. Esses materiais precisam ser de qualidade, relevantes, atraentes e devem ajudar de alguma forma a sua persona a solucionar os problemas dela. Veja alguns exemplos de materiais ricos abaixo.

E-book: os e-books são conteúdos um pouco mais extensos, capazes de solucionar um problema que o lead já identificou que possui. Além disso, ele agrega muito valor para a sua empresa e permite conquistar a confiança e da audiência.

Webinar: através do webinar, você pode ministrar palestras e cursos online. Como se tratam de vídeos ao vivo, é possível aumentar o engajamento e a interação com o público.

Modelos de Planilha: planilhas eletrônicas são materiais ricos muito interessantes para facilitar a vida dos seus potenciais clientes, principalmente se elas oferecerem soluções para otimizar o tempo e gastos dos usuários.

Templates: assim como as planilhas, os templates podem oferecer soluções para reduzir o tempo e os gastos do potencial cliente. Esse modelo de material rico geralmente é bem atrativo aos olhos do lead, pois é uma forma de facilitar o trabalho dele. Ofereça templates de apresentações, posts e mais.

Blog

O blog é um dos melhores canais para atrair mais clientes e concentra a sua audiência. É através do blog que você consegue oferecer conteúdos de qualidade relacionados ao seu nicho de atuação.

No blog, você tem o poder de escolher sobre o que vai escrever, mas é claro que é sempre bom oferecer aquilo que o seu público espera de você. Você também pode aumentar o seu relacionamento com outras empresas, fazendo parcerias para que elas produzam conteúdos para o seu blog. Da mesma forma, você pode produzir para o delas.

Para esse recurso funcionar, recomendamos que você utilize as estratégias de Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo e SEO. Assim, será possível conquistar o público certo, se posicionar melhor nos mecanismos de busca, gerar tráfego e ainda aumentar o número de visitas no site.

Redes sociais

Antes de fazer a sua escolha, identifique em quais dessas mídias sociais a sua audiência está e quais os tipos de conteúdo que elas consomem.

Para facilitar a sua escolha, comece eliminando as redes socais que não fazem sentido para a sua persona. Então, se você identificou que o seu público não interage muito no Twitter, por exemplo, não faz sentido criar conteúdo para essa plataforma.

Dedique seus esforços para o que realmente vai gerar resultados para a sua empresa. Após escolher a rede social adequada, é hora de focar no conteúdo e, assim como no blog, eles precisam ser de qualidade.

Insira no seu Plano de Marketing Digital quais conteúdos serão postados nas redes sociais escolhidas por você e quais ações serão feitas para promover o engajamento e interação com o público. Aí, você pode pensar em questões como “será que o público gosta de enquetes? De vídeos no IGTV? Ou de posts educativos?“.

E-mail Marketing

Você já deve ter escutado por aí que o e-mail marketing já está ultrapassado para ser utilizado nas estratégias de Marketing Digital. Isso não é verdade. O e-mail marketing continua sendo um dos canais com grande potencial de fechar vendas e de oportunidades de negócios.

Nutrir o seu lead fazendo disparos de e-mail com frequência é fundamental para manter uma boa relação, além de deixá-lo informado sobre as novidades da empresa, seja o lançamento de um produto, um evento ou um novo post no blog.

Para que você consiga obter bons resultados com o e-mail marketing, é preciso ter uma base de leads engajada e saber direcionar os e-mails certos para os leads adequados.

Mídia Paga

O seu site pode contar com o SEO para adquirir tráfego a longo prazo. No entanto, esses resultados levam tempo para serem percebidos, por serem resultados orgânicos.

Recomendamos que você também invista nas mídias pagas, pois os anúncios geram resultados mais rápidos. É possível anunciar a sua empresa através do Google Ads e Facebook Ads, que também já está vinculado ao Instagram.

Os anúncios e os links patrocinados são as melhores formas para se obter resultados a curto prazo. Separe uma verba e comece a anunciar a sua marca no Google e nas redes sociais. Faça vários testes para identificar qual anúncio gerou mais cliques e impressões. A partir disso, você conseguirá fazer campanhas mais segmentadas e atingir o público ideal.

7. Definição de métricas e KPIs

Depois de planejar e colocar as suas ações em prática, o trabalho deve continuar. Para a última etapa do Plano de Marketing Digital, sugerimos que você meça as suas ações para saber o que está dando certo. Caso seja necessário, refaça as ações e as estratégias do plano que não geraram bons resultados.

Para acompanhar o desempenho e desenvolvimento do seu negócio, utilize métricas e indicadores de sucesso. Apesar de os KPIs (indicadores de sucesso) serem considerados métricas, existe uma pequena diferença entre esses dois conceitos.

Métricas: qualquer medida utilizada para avaliar o desempenho de uma ação, como o número de visitantes no site ou insights nas redes sociais.

KPIs: estão diretamente relacionados aos objetivos. São os pontos-chave do seu sucesso. Os KPIs indicam se você está no caminho certo e se atingiu as metas traçadas no Plano de Marketing Digital.

Um exemplo de KPI é o ROI (retorno sobre o investimento). Com ele, você consegue analisar e identificar o quanto investiu e qual foi o lucro gerado por uma ação feita pela sua empresa.

Veja outros exemplos de KPIs:

Os indicadores de sucesso, como o próprio nome diz, indicam o êxito das estratégias que foram pensadas no Plano de Ação de Marketing Digital. Com eles, se torna mais fácil analisar se vale a pena continuar com os investimentos ou não.

Anotou tudo? É hora de criar o seu Plano de Marketing Digital!

O Plano de Marketing Digital é um instrumento poderoso para que a sua empresa gere bons resultados, expondo a sua marca no mercado. Por isso, é muito importante prestar atenção em cada etapa do plano para que você não enfrente problemas futuros.

Depois que todos os passos do plano já estiverem bem estabelecidos e claros para os gestores, empreendedores e colaboradores, o sucesso do PDM dependerá do esforço, dedicação e compromisso de cada parte envolvida.

Considere todas as dicas e informações que foram apresentadas neste material para construir um ótimo Plano de Marketing Digital. Se você está com dificuldade em alguma das etapas desse processo, não pense duas vezes e entre em contato com uma agência de Marketing Digital.

A Tupiniquim é especialista em Marketing Digital e conta com mais de 10 anos de experiência em diferentes segmentos, ajudando empresas de diferentes tamanhos a otimizarem seus funis de venda e conseguirem resultados mais expressivos diariamente!

Gostou deste post? Compartilhe com seus amigos!

Dúvidas Frequentes

O que é o Plano de Marketing Digital?

O plano de marketing é um documento que mapeia os objetivos, metas e planejamento, assim como as ações e estratégias de marketing para atingir os objetivos estabelecidos.

Para que serve o Plano de Marketing Digital?

O plano de marketing digital serve como um guia tanto para os gestores como para os colaboradores de uma empresa. Ele ajuda na escolha das melhores estratégias e ações, além de manter um planejamento claro e alinhado com toda a equipe.

Quais são as etapas de um Plano de Marketing Digital?

Para criar um plano de marketing é preciso determinar alguns fatores importantes como: análise de mercado, metas e objetivos, concorrentes, personas, ações a serem realizadas e indicadores.

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder