fbpx Skip to main content

Todos os dias, gastamos vários minutos e até mesmo horas consumindo o conteúdo das redes sociais. Neste artigo, você vai aprender como o Social Selling cria grandes oportunidades de negócios por meio da interação com os usuários dessas redes.

Prospectar clientes é um dos pontos fundamentais para o sucesso e a sobrevivência de um negócio. Afinal, não adianta possuir bons produtos e serviços sem ter quem os consuma.

Na era da tecnologia, empresas, como agências de marketing digital, têm explorado cada vez mais as redes sociais como fontes de captação de clientes. Isso porque essas redes contam com uma quantidade gigantesca de usuários interagindo entre si e compartilhando detalhes e dados sobre seus comportamentos, necessidades e hábitos de consumo.

Estar presente em redes como o LinkedIn, o Facebook e o Instagram facilita o processo de prospecção e criação de relacionamentos com clientes potenciais porque as campanhas e os conteúdos produzidos podem se integrar aos feeds e às postagens dos usuários de forma mais natural e espontânea em comparação a outras abordagens de vendas mais diretas.

Esse é justamente o conceito de Social Selling: empresas que marcam presença em redes sociais para interagir com a audiência e entender suas necessidades e propor soluções por meio de conteúdo relevante e informativo e, assim, criar uma relação que pode se transformar em vendas futuras.

Quer saber mais sobre Social Selling? Veja o artigo na íntegra!

O que você vai ler sobre Social Selling:

O que é Social Selling?

A expressão Social Selling pode ser traduzida como Venda Social e se baseia na criação e desenvolvimento de relacionamentos genuínos e autênticos com usuários de redes sociais como parte do processo de vendas.

Atualmente, com a grande popularização das redes sociais, a estratégia de Social Selling tem sido amplamente aplicada em ambientes on-line como LinkedIn, Twitter, Instagram, Facebook, dentre outras mídias sociais. É bastante comum ver perfis de empresas interagindo com usuários nas redes para, por exemplo, tirar dúvidas.

Além disso, o método de Social Selling é bastante usado por empresas que operam no modelo de negócios B2B, ou seja, Business to Business, em que uma empresa fornece produtos e serviços para outras empresas.

Diferente da ideia de hard sell, em que o contato comercial é direto e incisivo, a estratégia de Social Selling foca em uma abordagem mais moderada e sutil por meio, por exemplo, de interações, curtidas e comentários em posts de usuários de uma determinada rede social e criação e publicação de conteúdo informativo como textos, fotos e vídeos publicados no feed.

Qual a diferença entre Social Selling e Social Media Marketing?

Os conceitos de Social Selling e Social Media Marketing são confundidos com frequência, mas essas duas estratégias possuem objetivos diferentes.

Em geral, Social Selling funciona como uma técnica para alavancar as vendas usando redes sociais para gerar engajamento e interagir com clientes potenciais. A estratégia de Social Media Marketing, por sua vez, pretende alcançar objetivos de marketing e branding, ou consciência de marca, por meio do compartilhamento de conteúdo.

Em resumo, o resultado que se busca com Social Selling é vender mais por meio da criação de relacionamentos de confiança com usuários e usuárias de redes sociais, enquanto o método de Social Media Marketing objetiva apresentar e criar uma reputação para a empresa e suas marcas, serviços e produtos por meio da produção de conteúdo.

Como implementar a estratégia de Social Selling?

Para construir uma relação de confiança com os leads, também chamados de clientes em potencial, é importante pensar em uma estratégia eficiente. Veja 3 dicas para colocar o Social Selling em prática e impulsionar as vendas do seu e-commerce:

Foco no Relacionamento

É bem fácil identificar uma empresa que está apenas tentando vender um produto ou serviço e uma empresa que tem a preocupação de entender necessidades e fornecer soluções por meio de uma interação mais casual e sutil.

Esse foco dado à construção de uma relação de confiança com um cliente potencial, antes de se preocupar em fechar vendas, é o grande diferencial do método de Social Selling.

Conteúdo Útil

Estabelecer uma relação de confiança com os leads, passa por implementar uma estratégia de marketing de conteúdo que solucione problemas e satisfaça as necessidades desse público-alvo antes de realizar qualquer oferta ou tentativa de venda.

A criação de conteúdo para redes sociais que agregue valor também contribui para gerar leads mais qualificados e informados sobre as características dos produtos ou serviços da empresa, o que pode acelerar a jornada de compra e o funil de vendas.

Aplicação de CRM e Métricas

Faça uso de ferramentas de CRM (Customer Relationship Management, ou, em português, Gestão de Relacionamento com o Cliente) para gerenciar o histórico de compras de clientes e dados sobre a interação de clientes potenciais que podem auxiliar na conversão desses leads nas redes sociais.

Também é importante analisar métricas de redes sociais para verificar os resultados alcançados e poder realizar ajustes e melhorias na estratégia de Social Selling.

Entre as métricas existentes, algumas das principais são o LTV (Lifetime Value, ou, em português, Valor de Tempo de Vida do Cliente), que avalia quanto e por quanto tempo os clientes gastam no seu negócio, e o CAC (Customer Acquisition Cost, ou, em português, Custo de Aquisição de Clientes), que mostra o investimento médio para adquirir um cliente.

Social Selling para prospectar clientes B2B no LinkedIn

O LinkedIn é a rede social perfeita para prospectar clientes B2B porque conta com uma grande quantidade de usuários corporativos e pessoas que ocupam cargos com poder de decisão sobre compras de empresas.

Por meio da criação de uma Company Page e de ferramentas como o Sales Navigator, é possível acessar e segmentar o público-alvo com base em dados como cargo e departamento do usuário na empresa em que trabalha.

Isso é extremamente eficiente para alcançar os tomadores de decisões das organizações e potencializar a estratégia de prospecção de clientes B2B.

Além disso, também é possível usar a ferramenta LinkedIn Pulse para criar e publicar artigos na rede social com novidades, notícias do mercado e outros conteúdos relevantes para gerar valor e qualificar os leads.

Outra dica valiosa para a estratégia de Social Selling B2B no LinkedIn é participar de grupos e interagir em postagens e discussões com soluções para sanar problemas e atender necessidades dos clientes potenciais.

O que é o Social Selling Index?

O Social Selling Index (em português, Índice de Vendas Sociais) é um índice criado pelo LinkedIn para medir a eficiência da aplicação da estratégia de Social Selling na rede. Essa ferramenta atribui uma nota de 0 a 100 com base nas atividades desenvolvidas pela empresa no LinkedIn.

Para obter um bom índice, é importante aplicar os 4 pilares de Social Selling segundo o LinkedIn:

  1. Criar uma marca profissional;
  2. Focar em clientes potenciais;
  3. Interagir por meio de conteúdo relevante;
  4. Construir relações de confiança.

Segundo estudos do próprio LinkedIn, um índice de Social Selling alto está fortemente relacionado ao cumprimento de metas de vendas. O índice é atualizado todos os dias e pode ser visualizado de forma gratuita.

Quais os benefícios do Social Selling?

Interagir com leads e informá-los com um conteúdo valioso e relevante sobre soluções para dificuldades, causa um impacto positivo na imagem da empresa. Veja 3 benefícios do Social Selling:

Conhecer melhor o público-alvo

Antes de iniciar a produção de textos, vídeos e outros conteúdos, a empresa deve pesquisar e mapear quais são os desejos e questões do público-alvo em relação a sua área de atuação. Isso permite que a empresa identifique oportunidades para demonstrar como seus produtos ou serviços podem resolver problemas enfrentados pelos clientes em potencial.

Relação Duradoura

Ao elaborar postagens focadas nas necessidades dos leads e responder demandas e dúvidas com soluções, a empresa estabelece e aprofunda o vínculo com os usuários das redes sociais e passa a ser considerada uma opção confiável para compras futuras.

Acelerar o Funil de Vendas

Uma participação constante nas redes sociais faz com que a empresa esteja presente ao longo da jornada de compras dos leads. Assim, educar e informar a audiência com um conteúdo produzido para cada etapa do funil de vendas qualifica os leads, que se sentem mais seguros para tomar a decisão de compra com base no conteúdo consumido.

Aplique o Social Selling para impulsionar suas vendas!

Neste artigo, você aprendeu que Social Selling é uma eficiente estratégia para e-commerces estarem presentes em redes sociais e serem vistos pelos usuários como empresas preocupadas em criar relações de confiança antes de uma abordagem comercial mais direta.

Para implementar o Social Selling com excelência, o foco deve estar na interação com os usuários e usuárias dessas redes sociais e no compartilhamento de conteúdo relevante que responda dúvidas e solucione dificuldades do público-alvo.

Assim, é possível criar uma relação de confiança com os leads e abrir caminho para ofertas comerciais mais sólidas e embasadas.

A Agência Tupiniquim possui mais de 10 anos de experiência no mercado de marketing digital e pode ajudar você a aplicar o Social Selling e outras estratégias de marketing digital para fazer seu e-commerce vender cada vez mais.

Entre em contato e saiba mais sobre os serviços que a Tupiniquim e seus profissionais oferecem para que a sua empresa cresça no ambiente digital!

Gostou deste artigo? Compartilhe o link com quem também se interessa pelo assunto!

Dúvidas Frequentes

O que é Social Selling?

Social Selling é uma estratégia que torna as redes sociais parte do processo de vendas por meio da interação com usuários para sanar dúvidas e satisfazer necessidades, e do compartilhamento de conteúdo relevante e útil para o público-alvo.

Quais os benefícios da aplicação de Social Selling?

Implementar a estratégia de Social Selling faz com que a empresa conheça melhor os problemas e necessidades do público-alvo por meio da interação nas redes sociais, o que também resulta na criação de uma relação de confiança com os leads e na consequente aceleração do funil de vendas.

Como utilizar o Social Selling para prospectar clientes B2B no LinkedIn?

Crie uma Company Page e faça uso das ferramentas do LinkedIn, como o Sales Navigator e o Pulse, para segmentar o público-alvo e alcançar tomadores de decisões comerciais das organizações e para compartilhar postagens sobre temas relevantes para a área de atuação da empresa e participar de discussões em grupos com soluções para dificuldades dos leads.

Web Stories:

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades e conteúdos relevantes sobre marketing digital e vendas!
1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right

Solicite seu diagnóstico gratuito com nossos especialistas!

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
5 Formas de divulgar o seu E-book 4 Principais Canais de Follow Up de Vendas 5 Dicas para fazer um Follow Up de Vendas Follow Up de Vendas: O que é e quais as etapas? Como implementar a estratégia de Social Selling? O que É e 3 Benefícios do Social Selling Quais as vantagens do LinkedIn para B2B? 4 Passos Para Dominar as Objeções 4 Tipos de Objeções Que Você Precisa Conhecer O Que é e Como Estruturar uma Matriz de Objeções? Como Lidar com Possíveis Objeções no SPIN Selling 4 Dicas sobre a Fase de Aprendizado no Google Ads O que é e qual a importância de criar um e-book? Google Ads: O que é a Campanha em Aprendizado? Melhores Estratégias B2B para o LinkedIn O que é e como criar uma Company Page no LinkedIn? Exemplos de Perguntas de SPIN Selling O Que É e Como Aplicar o SPIN Selling? Cursos Específicos de Facebook Ads 7 Motivos para Investir em Marketing Digital com a Tupiniquim